Agricultura digital exige investimento em novas tecnologias, mas essencialmente, requer preparação da mão-de-obra

Publicado em 24/06/2019 13:02 e atualizado em 24/06/2019 15:23
1061 exibições
Empresários rurais precisam ficar atentos aos benefícios da agricultura digital sem esquecer o investimento no ser humano
Marcelo Prado - Presidente da MPrado Consultoria Empresarial

Podcast

Competitividade do Agro Brasileiro a nível global - Marcelo Prado - Presidente da MPrado Consultoria Empresarial

Download

LOGO nalogo

A agricultura digital já é realidade em muitas propriedades, mas ainda necessita de investimentos em novas tecnologias e capacitação da mão-de-obra. Diante desse cenário, os empresários precisam ficar atentos aos benefícios que as inovações tecnológicas podem proporcionar no campo.

De acordo com o Presidente da MPrado Consultoria Empresarial, Marcelo Prado, autilização da agricultura digital ainda está em estágio inicial. “Existe uma fase de ajuste, mas a agricultura digital já é uma realidade em que podemos programar de uma maneira mais assertiva o uso das sementes, defensivos, fertilizantes e fazer um planejamento de plantio”, afirma.

Com os avanços tecnológicos, a agricultura está se tornando muito mais eficiente com custos de produção menores. “O uso dos insumos passa a ser muito mais direcionado e seletivo, mas para que tudo isso aconteça precisa de profissionais bem treinadas e bem preparadas para usar esses equipamentos. Além disso, essas novas tecnologias vão proporcionar uma mudança no perfil do trabalhador do campo”, comenta.

Por isso, é importante que as pessoas que trabalham no campo atualmente busquem conhecimento e se adapte aos novos equipamentos. “Porém, ainda estamos engatinhando para essa mudança e será necessária uma intensificação de cursos, capacitação e treinamentos para os atuais profissionais”, aponta.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário