Estudo da Rabobank aponta logística e beneficiamento como desafios para crescimento do mercado do Algodão no Brasil

Publicado em 28/08/2019 10:25 e atualizado em 28/08/2019 11:41
842 exibições
Oportunidades para ampliar exportações passam por direcionar produção para portos do arco norte e aumentar capacidade de beneficiamento da produção
Victor Ikeda - Analista de Grãos da Rabobank

Podcast

Estudo da Robobank aponta logística e beneficiamento como desafios para crescimento do mercado do Algodão no Brasil

Download

LOGO nalogo

O estudo realizado pela a Rabobank aponta que o mercado do algodão no Brasil tem como desafios a logística e o beneficiamento. O banco holandês estima que o Brasil exporte nesta safra 1,35 milhões de toneladas de pluma e que daqui a dez anos o número fique próximo de 2,9 milhões de toneladas de pluma.

De acordo com o Analista da Rabobank, Victor Ikeda, na década de 80 e 90 o setor passou por uma crise devido à entrada da fibra sintética no mercado. “Isso levou uma mudança estrutural na cadeia do algodão e a produção migra para o Centro-Sul para o cerrado, na qual encontra condições climáticas e negócios favoráveis”, afirma.

Isso proporcionou que o Brasil retomasse em larga escala a produção e aumentasse a área cultiva com o algodão. “Neste sentido, é valido lembrar que na década de 80 o Brasil chegou a ser o segundo maior importador de algodão e acreditamos que nesta safra o país deve se consolidar como o segundo maior exportador de algodão”, comenta.

Com relação à produtividade, Ikeda salienta que o rendimento da produção do Brasil está muito próximo dos índices da Austrália, que é o maior produtor mundial. “A diferença é que produz 92% em área irrigada e o Brasil cultiva 95% em área de sequeiros”, relata.

Confira o estudo completo da Rabobank: 

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário