Com colheita praticamente encerrada, Goiás registra queda na produtividade do algodão

Publicado em 29/08/2019 09:14 e atualizado em 29/08/2019 14:11
402 exibições
Ainda assim, presidente da Agopa considera safra boa e destaca grande volume de comercialização nos momentos de melhores preços
Carlos Alberto Moresco - Presidente AGOPA

Podcast

Com colheita praticamente encerrada, Goiás registra queda na produtividade do algodão

Download

LOGO nalogo

No estado do Goiás, os produtores rurais estão preocupados com a queda na produtividade de algodão que já está finalizando a colheita. A estimativa é que na atual safra o rendimento fique 5% abaixo do esperado, mas o estado aumentou a área cultivada para 34% neste ano.  

De acordo com o Presidente da Associação Goiânia dos Produtores de Algodão (AGOPA), Carlos Alberto Moresco, a atual safra não será igual a do ano passado que teve uma produção recorde tanto em produtividade quanto em qualidade. “Nós tivemos alguns eventos climáticos que elevou um pouco a nossa produtividade embora em meados de março e início de abril”, afirma.

Para os próximos anos, a liderança acredita que o tamanho de área plantada deve se estabilizar em virtude do cenário econômico e dos atuais preços. “A atual safra já está em 80% comercializada a preços muito bons que estava no passado. O que estamos vendo de preços baixos é na safra 2020, que ainda vamos plantar em que a média vendida deve estar em 40% somente”, ressalta.

Com relação à sanidade das lavouras, houve incidência de pragas e doenças me virtude dos veranicos que ocorreram em janeiro. “O bicudo esteve presente, mas os agricultores fizeram os tratos culturais e tudo ficou sobre controle. Não podemos baixar a guarda para isso”, comenta.  

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário