Cotações do algodão caíram 10% nos últimos 8 dias e volatilidade deve permanecer no mercado

Publicado em 28/02/2020 11:10 751 exibições
Gabriela Fontanari - Analista de Inteligência de Mercado da FC Stone
Contratos mais ativos atingiram menor patamar desde setembro em meio a preocupação do mercado com o avanço do Coronavírus e uma possível diminuição da demanda asiática pela pluma

Podcast

Cotações do algodão caíram 10% nos últimos 8 dias e volatilidade deve permanecer no mercado

Download

LOGO nalogo

O algodão é um dos mercados que está sofrendo maior influência do temor do mercado sobre o avanço do Coronavírus pelo mundo. Somente nos últimos oito dias, as cotações na Bolsa de Nova York registraram quedas de 10% e atingiram seus menores patamares desde setembro de 2019.

Segundo a analista de inteligência de mercado da FC Stone, Gabriela Fontanari, a tendência é de mais volatilidade para o algodão enquanto permanecer o sentimento de preocupação pela contenção do vírus.

Outro reflexo do avanço da doença é a incerteza quanto ao tamanho da demanda pela pluma. A paralisação das indústrias chinesas, que reflete no mercado do Vietnã e de Bangladesh, e a dúvida sobre o tamanho da área cultivada com algodão na China ajudam a deixar incerto o futuro das cotações.

Pensando no Brasil, este impacto já é sentido pelo produtor nacional. Fontanari destaca que o prêmio brasileiro passou de 4,40 cents negativos na semana passada para 2,85 cents positivos nesta semana, o que diminui a competitividade da pluma brasileira no mercado internacional.

Confira a entrevista completa com a analista de inteligência de mercado da FC Stone no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário