Frigoríficos mantém pressão negativa sobre os preços da arroba do boi com ofertas de R$3,00 a R$4,00 abaixo da referência

Publicado em 18/06/2015 12:46
Frigoríficos mantém pressão negativa sobre os preços da arroba do boi com ofertas de R$3,00 a R$4,00 abaixo da referência. Mas escalas de abate estão encurtando

A pressão dos frigoríficos sobre a arroba do boi gordo, que teve início na última segunda-feira continua neste final da semana. As indústrias estão ofertando de R$ 3,00 a R$ 4,00 abaixo da referência, mas poucos negócios acontecem nesses patamares. Em São Paulo a referência se mantém em R$ 147,00/@.

Segunda a analista de mercado da Scot Consultoria, Maisa Módolo Vicentim, essa pressão de baixa fez com que os preços sofressem reajuste em diversas praças nesta semana. "Essa pressão de baixa acontece especialmente porque as indústrias começaram a semana com as programações de abate de uma semana para mais, o que possibilitou que eles não precisassem comprar muitos animais", explica.

A demanda fraca também favoreceu esse cenários de poucas compras, no entanto, a oferta restrita foi o fator que impediu quedas mais significativas. As praças de Mato Grosso, Mato Grosso de Sul e Goiás tiveram as maiores quedas na referência, analisou Vicentim.

Contudo, essa redução nas compras já reflete em escalas mais ajustadas e "na próxima semana com a aproximação com o final do mês, o varejo deve repor seus estoques, e como os estoques estão mais baixos, talvez isso dê um pouco mais de firmeza ao mercado", considera a analista.

Porém, a tendência para a arroba do boi gordo no curto prazo é de baixa. Novas altas vão depender da demanda interna e externa pela carne bovina, afirma Vicentim.

Tags:
Por:
Aleksander Horta e Larissa Albuquerque
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário