Em Coxim/MS seca fez produtor fechar os bois ou levá-los ao Pantanal (também seco) e @ se reforçou em R$ 141/142

Publicado em 21/02/2019 13:40 e atualizado em 21/02/2019 15:59
408 exibições
Mesmo assim unidades de Campo Grande estão escaladas para abate até o Carnaval. Expectativa é de vendas boas no feriadão e volta às compras depois ainda sob oferta limitada. Chuvas voltaram mas ainda é cedo para confirmar tendência.
Júnior Sidôni - Pecuarista

Podcast

Entrevista com Júnior Sidôni - Pecuarista sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Nos últimos dois dias a chuva retornou à região de Coxim no Mato Grosso do Sul após um período importante de seca, em que a chuva acontecia de maneira muito irregular por pelo menos 30 dias. As pastagens ficaram bastante deterioradas devido a surpresa por conta dessa falta de chuvas e agora agradecem o retorno das precipitações.

Com isso os produtores de boi sul-mato-grossenses tiveram que esvaziar os pastos e transferir os animais para curais, outras localidades ou, até mesmo, realizar vendas. “Quem já tinha gado mais ou menos pronto e não tinha outra opção, com certeza, fez a oferta do produto e isso refletiu muito no mercado. Os frigoríficos trabalharam muito confortáveis em janeiro e esse mês já vem sentindo um pouco menos de oferta”, diz Júnior Sidônio, pecuarista.

Confira a entrevista completa no vídeo.

Por: Giovanni Lorenzon e Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário