Mercado do boi registra reação nas cotações e São Paulo já tem negócios a R$ 158,00/ arroba com tendência de novas altas

Publicado em 08/08/2019 12:40 e atualizado em 08/08/2019 14:55
2312 exibições
Vazio de oferta de animais deve se intensificar nos próximos 30 a 40 dias
Gustavo Figueiredo - Analista da AgroAgility

Podcast

Entrevista com Gustavo Figueiredo - Analista da AgroAgility sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

No mercado do boi gordo, a tendência é que a alta na arroba do boi gordo se mantenha por 30 dias por conta da falta de animais terminados e as condições climáticas. Atualmente, as referências para o boi gordo em São Paulo estão ao redor de R$ 158,00/@ e a expectativa é que tenha novas valorizações.

De acordo com o analista da AgroAgility, Gustavo Figueiredo, foi registrado uma mudança repentina na relação dos frigoríficos com os pecuaristas na busca por matérias primas. “A busca por compor as escalas de abate passaram a ser prioridade, o que não era observado na semana passada em que as indústrias frigoríficas estavam fora das compras”, afirma.

O analista ressalta que a alta na arroba vai se manter para os próximos 30 a 40 dias devido ao clima e a qualidade das pastagens em boa parte das localidades. “A oferta disponível de animal terminado para abate será menor em função das condições de tempo seco que estamos passando e a falta de pastos com qualidade nas principais regiões produtoras”, comenta.

Em algumas regiões foram observados negócios ao redor de R$ 150,00/@ no prazo. “O movimento de alta é generalizado como em Rondonópolis/MT teve uma alta de R$ 1,00 por arroba no balcão. No Mato Grosso Sul, nós acompanhamos animais sendo comercializados R$ 143,00/@ no prazo e alguns clientes da consultoria negociaram a arroba em torno de R$ 147,00”, destaca.

Com relação ao mercado futuro, Figueiredo aponta que o contrato outubro negociado na Bolsa brasileira (B3) teve uma valorização de R$1,50 nós últimos dias. “O indicador não sente a volatilidade do mercado físico e isso acaba afetando a sessão do dia seguinte os vencimentos futuros do boi gordo”, salienta.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário