O câmbio e o ritmo das exportações vão definir preços da @. Dólar acima de R$ 5,50 pode estimular @ de R$ 260,00

Publicado em 15/09/2020 12:54 e atualizado em 15/09/2020 18:11 3522 exibições
Caio Junqueira - Analista de Mercado da Cross Investimentos
Retomada econômica pode ser até mais importante que redução do auxílio emergencial para direcionar consumo interno de carnes

Podcast

Entrevista com Caio Junqueira - Analista de Mercado da Cross Investimentos sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

As referências para ao boi gordo podem ser influenciadas pelo o desempenho das exportações e pelo o câmbio, já que as margens de lucros das indústrias ficam atrativas. Caso a cotação do dólar fique acima de R$ 5,50, as cotações da arroba do boi gordo pode chegar ao patamar dos R$ 260,00 em São Paulo.

O Analista de Mercado da Cross Investimentos, Caio Junqueira, destaca que 70% do volume exportado está sendo destinado para a China, Hong Kong e Egito. “O peso em dólar do animal passa a ter um peso muito fino com essa quantidade de toneladas que dão embarcadas, sendo que quanto mais desvalorizada está a nossa moeda perante o dólar mais barata é a nossa mercadoria”, afirma.

Com a entrada da segunda quinzena do mês, a tendência é que o consumo por carne bovina tenha uma queda. “Se o dólar subir demais e vai ficar com o mercado interno pouco abastecido, mas temos que ficar atentos ao consumo doméstico. Com a redução dos valores do auxílio emergencial pode trazer um ponto negativo para o escoamento da carne”, aponta.

Com relação à oferta de animais, a saída de animais do confinamento não deve pressionar as cotações da arroba até o final do ano. “Os pecuaristas não tem condições de prepararem animais de pasto no curto a médio prazo deve a falta de chuvas nas principais praças pecuárias”, relata.

Confira o aplicativo da Agrobrazil.

Por:
Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário