Boi: Com preços da @ despencando, Agrinvest fez as contas e chegou a um prejuízo de mais de mil reais por animal confinado em SP

Publicado em 15/10/2021 12:13 e atualizado em 15/10/2021 15:48 4479 exibições
Marcos Araújo - Analista da Agrinvest
Marcos Araújo explica que agora a corrida é para minimizar prejuízos , mesmo que China volte às compras nos próximos dias

Podcast

Entrevista com Marcos Araújo - Analista da Agrinvest sobre a Demanda por carne bovina

Logotipo Notícias Agrícolas 

Após os preços da arroba recuarem e o gado precisar ficar mais tempo no confinamento, o prejuízo ao pecuarista chega a mais de mil reais por animal confinado no estado de São Paulo. Agrinvest apontou que os produtores precisam minimizar a queda na rentabilidade o quanto antes para não comprometer ainda mais a margem de lucro. 
 
De acordo com o Analista da Agrinvest, Marcos Araújo,  a cada cinco dias que um animal fica no boitel aumenta o prejuízo do pecuarista. “As nossas estimativas é que o confinador que comprou o boi magro a R$ 4.200,00 por cabeça com uma dieta com custo de R$ 18,00 por dia, isso dá um custo por arroba de R$ 310,00”, comentou. 
 
Se considerar alguns lotes que foram negociados na última quinta-feira (14) ao redor de R$ 260,00/@, o pecuarista do estado de São Paulo está com um prejuízo de R$ 50,00 por arroba. “Considerando um animal gordo de 20 arrobas estamos falando de um prejuízo de mil reais por animal gordo abatido neste momento. Além disso, as chuvas acabam comprometendo a questão operacional no cocho e acaba pressionando ainda mais o mercado”, destacou. 
 
Algumas indústrias frigoríficas já contam com as programações de abate preenchidas até início de novembro com animais do próprio confinamento. “Outras indústrias frigoríficas decidiram dar férias coletivas em setembro e isso contribuiu para o aumento da oferta de animais em outubro”, reportou em entrevista ao Notícias Agrícolas.

Por:
Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário