Falta de chuva e calor intenso prejudicam lavouras de café na região de São Gabriel da Palha/ES

Publicado em 31/01/2019 11:27 e atualizado em 31/01/2019 14:41
1030 exibições
Colheita deve começar apenas em maio, mas estimativa de perda já gira em torno de 10 a 15%. Até o momento, preço de venda em R$ 290,00 apenas empata com custos de produção.
Edimilson Calegari - Gerente Comercial da Cooabriel

Podcast

Entrevista com Edimilson Calegari - Gerente Comercial da Cooabriel sobrte o Acompanhamento de Safra do Café

Download

LOGO nalogo

As lavouras de café na cidade de São Gabriel da Palha/ES só vão começar a serem colhidas no início do mês de maio, mas as dificuldades climáticas já causam danos ao desenvolvimento dos grãos. Sem chuvas desde de 4 de janeiro e com temperaturas na casa dos 35/37 ºC, os produtores locais já fazem as primeiras contas de quebra na safra.

“Os grãos ficam expostos ao Sol e está havendo uma queima desses grãos. Não conseguimos ainda levantar com precisão, mas acreditamos que de 10 a 15% da colheita já foi atingida”, afirma Edimilson Calegari, gerente comercial da Cooabriel (Cooperativa Agrária de Cafeicultores de São Gabriel).

Esse cenário obriga os produtores a investirem mais em irrigação, o que aumenta ainda mais os custos de produção que já estavam elevados com alta dos insumos que chegaram a até 90% da safra passada para essa. “Ainda não temos um levantamento de custo, porque ainda faltam de 3 a 4 meses para se concluir a safra, mas de acordo com experiências que temos já está empatando. Não está dando mais rentabilidade para o produtor com preços de R$ 290,00 o saco de 60 quilos”, conta Calegari.

Veja a entrevista completa no vídeo.

Por Guilherme Dorigatti
Fonte Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Eduardo Lima Buqueroni Mimoso Do Sul - ES

    Moro no sul do Estado, região de café arábica, e aqui também o clima está complicado.. está ocorrendo um achochamento dos grãos --mesmo os que estão na sombra --- pela falta de umidade... com o calor insuportável e quase trinta dias sem chuvas, teremos, com certeza, uma quebra muito grande...

    0