Chuvas: Zona da Mata de Minas tem perda de 15 mil sacas de café; Emater-MG acompanha situação em todo o estado

Publicado em 28/02/2020 11:38
1292 exibições
Entrevista com Julian Silva Carvalho - Coordenador Técnico da Emater-MG sobre o acompanhamento de safra do café
Julian Silva Carvalho - Coordenador Técnico da Emater-MG

Podcast

Entrevista com Julian Silva Carvalho - Coordenador Técnico da Emater-MG sobre o acompanhamento de safra do café

Download

LOGO nalogo

Para a Emater/MG o ano de 2020 tem sido um ano atípico, com chuvas acima do esperado nas regiões produtoras de café. Desde o início do fevereiro chove de maneira expressiva em todas as regiões produtoras do estado e a Zona da Mata Mineira já tem consolidada a perda de 500 hectares de café, número que representa 15 mil sacas de café arábica. 

De acordo com Julian Silva Carvalho - Coordenador Técnico da Emater-MG, as perdas já são confirmadas e aconteceram devido ao deslizamentos de terras nas regiões montanhosas em Minas Gerais. Só em Santa Margarida, no final de janeiro, produtores relataram quebra de cerca de 3 mil sacas de café e a situação ficou complicada na região tanto nas lavouras, como quanto nas estradas da cidade que foram invadidas pela demolição dos morros. Veja a matéria completa aqui

A previsão indica mais chuvas para todo o estado mineiro durante o final de semana e Julian destaca que além da Zona Mata, as demais áreas também precisam ser monitoradas para evitar o surgimento de doenças e pragas, que podem aparecer devido a umidade nas lavouras. "Existem mais riscos, sim. Porque a gente não sabe a intensidade dessas chuvas e o tempo que elas vêm", destaca. 

O analista destaca ainda que as chuvas também trazer problemas nutricionais para o café, além de prejudicar os trabalhos de tratos culturais nas lavouras. Apesar das perdas consolidadas, Julian destaca que a expectativa para a colheita, que deve começar nos próximos meses, é positiva e deve se manter dentro das previsões. "Mesmo com excesso de chuvas as lavouras estão com grãos bem desenvolvidos o que nos fazer crer se, o clima nos ajudar um pouquinho, nós teremos uma safra de qualidade", afirma.

Veja a entrevista completa no vídeo acima

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário