Frente fria avança no final da semana sobre o Sul e chuvas retornam ao BR central; massa de ar frio derruba temperaturas

Publicado em 01/04/2019 12:47 e atualizado em 01/04/2019 14:12
13933 exibições
Chuvas retornam para áreas do Brasil central nos próximos dias com o avanço de uma frente fria pelo Sul do país no final desta semana, mas que percorre quase todo o Centro-Sul. Na sequência do sistema, uma massa de ar frio deve derrubar as temperaturas no Sul com possibilidade de geadas.
Mamedes Luiz Melo - Meteorologista do Inmet

Podcast

Entrevista com Mamedes Luiz Melo - Meteorologista do Inmet sobre a Previsão do Tempo

Download

LOGO nalogo

Para esta semana, as condições climáticas indicam uma frente fria avançando pela a região sudeste e chegando até a faixa central do Brasil. O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) acredita que após a passagem da frente fria pode formar uma massa de ar fria muito intensa.

De acordo com o Meteorologista do INMET, Mamedes Luiz Melo, as previsões climáticas da última sexta-feira (29) se confirmaram e alguns estados do nordeste de País receberam chuvas volumosas. “Além do nordeste, o oeste do Amazônia teve incidência de precipitações durante o final de semana. Nós também comentamos que as chuvas reduziriam consideravelmente no centro-sul do Brasil”, afirma.

Os modelos climáticos mostram que nos últimos três dias o estado do Pará recebeu um volume de precipitação acima da média. “Para o meio desta semana, os mapas indicam novamente chuvas volumosas para o estado do Pará e pode comprometer a logística do escoamento dos grãos que saem do centro-oeste”, comenta.

Para o próximo dia 06 de Abril, os modelos climáticos apontam uma frente fria para o estado de São Paulo. “Mesmo que o modelo cosmo não traga tantas chuvas, podemos afirmar com toda a certeza a pré-frontal vai começar a espalhar essa precipitação pela a região do Centro-Oeste e associado com a zona de convergência vai induzir as chuvas mais intensas para o lado do Mato Grosso”, destaca.

Por: Jhonatas Simião e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário