Boas chuvas estão confirmadas para o Centro Sul do país ao longo da próxima semana. Estação chuvosa começa a se consolidar

Publicado em 18/10/2019 12:24 e atualizado em 20/10/2019 07:00
8743 exibições
Mas atenção! Apesar de chuvas mais frequentes, elas ainda serão mal distribuídas até o início de novembro
Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet

Podcast

Entrevista com Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet sobre a Previsão do Tempo

Download

LOGO nalogo

A previsão climática para os próximos dias são positivas para os produtores da região Centro Sul do país. Mapas do Inmet indicam que o bloqueio que impede o avanço da chuva do Rio Grande do Sul para as demais localidades começará a ser rompido a partir de domingo. 

"Esse bloqueio começa enfraquecer e os ventos começam levando o sistema da região mais para o norte do Brasil, fazendo com que haja a situação em que essas chuvas do Paraguai, norte da Argentina e região sul do Brasil se desloquem mudando os padrões atmosféricos do Brasil", explica Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet. 

Apesar do volume de chuva aumentar na região Centro Sul do país, Francisco alerta que se trata de chuva mal distribuída e a temporada de chuvas devem chegar apenas em novembro. Para o próximo mês, os mapas indicam ainda um novo sistema de chuva chegando na região sudeste do Brasil ficando concentrada em São Paulo, Minas Gerais e também no Paraná. 

Em novembro as chuvas também chegar no norte do Paraná, regularizando um pouco a situação na região. As chuvas também são previstas para as regiões do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e avançar ao norte do Brasil logo ná primeira semana de novembro. 

Nos últimos cinco dias foram registradas muita chuva na região do país. Na região sul do Rio Grande do Sul as chuvas ficaram entre 80 e 120 milímetros. Santa Catarina e leste do Paraná tiveram chuvas entre 60 e 80 milímetros, norte do Paraná manteve a irregularidade de chuva com apenas 20 milímetros. Segundo Francisco, leste e norte do Mato Grosso do Sul também tiveram chuvas significativas. 

Confira a previsão completa no vídeo acima

O mapa de precipitação acumulada dos próximos sete dias do Inmet aponta que no período chuvas serão registradas sobre a maior parte do Brasil, mas os volumes mais altos ficam sobre o Norte do país. O Nordeste terá pior condição. No Sul, as chuvas ficam entre moderadas a fracas na maior parte da região.

O mapa de previsão do Inmet mostra que o estado do Paraná até pode receber chuvas nos próximos dias, confirmando as informações do SIMEPAR (Sistema Meteorológico do Paraná) dadas ao Notícias Agrícolas na véspera. No entanto, segundo o sistema, as precipitações devem ser em forma de pancadas e pouco abrangentes.

"Esperamos chuvas nos próximos dias e hoje, inclusive, já chove em algumas áreas, mas com irregularidade e em baixos volumes. O mês de outubro deve se encerrar com precipitações abaixo da média. Teremos os próximos cinco a sete dias sem grandes mudanças", afirma Reinaldo Kneib, meteorologista do SIMEPAR.

Veja o mapa de precipitação acumulada nos próximos 7 dias em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada nos próximos 7 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

No período de 18 até 26 de outubro, o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), mostra que chuvas devem ser vistas sobre a maior parte do país em baixos a moderados volumes. Partes do Sul e Nordeste terão baixos volumes.

Nos dias 26 de outubro até 03 de novembro, as precipitações devem se acumular sobre a maior parte do país, mas os volumes ficam mais altos sobre pontos da região Sudeste e Sul do país. Enquanto isso, em áreas da região Nordeste do Brasil, o tempo ficará mais seco.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 18 de outubro até 03 de novembro:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 18 de outubro até 03 de novembro - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Por: Aleksander Horta e Virgínia Alves
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário