Bom momento no mercado de frango não se reflete ao produtor integrado

Publicado em 11/03/2020 16:09 e atualizado em 11/03/2020 16:42
1063 exibições
Avicultor não consegue deixar a atividade, mas também tem dificuldades em investir em crescimento e infraestrutura
Fernando Cézar Ribeiro - Presidente da Associação Brasileira dos Avicultores Integrados

Podcast

Entrevista com Fernando Cézar Ribeiro - Presidente da Associação Brasileira dos Avicultores Integrados sobre o Mercado do Frango

Download

LOGO nalogo

Apesar dos bons resultados nas exportações de carne de frango no primeiro bimestre deste ano, com fevereiro atingindo recorde em volume embarcado desde 1997, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o avicultor integrado ainda não vê suas margens de lucro engrossarem.

De acordo com o presidente da da Associação Brasileira dos Avicultores Integrados, Fernando Cézar Ribeiro, o produtor integrado é pago anteriormente pela integradora, e os bons resultados com o aumento nas vendas e preços pagos não está chegando nas mãos do avicultor. 

"Em todo o Brasil, estamos discutando com as empresas, apresentando os custos de produção, para tentar equacionar isso. Em Brasília, por exemplo, o reajuste do preço pago ao produtor pela integradora vai ser menor do que o acumulado da inflação no último ano", disse. 

De acordo com o presidente da entidade, como o avicultor já tem estruturas muito específicas, não consegue sair da atividade. "Há uma perspectiva muito boa para a avicultura brasileira, de crescimento, mas como investir em crescimento, em estrutura, se o que é pago mal cobre os custos de produção?", questiona. 

Segundo Ribeiro, o avicultores integrados precisam se unir, se capacitarem e profissionalizarem para poderem negociar de forma mais justa os preços com as integradoras. 

Para ele, a iniciativa da Confederação Nacional da Agricultura (CNA)/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) de oferecer a capacitação, prevista no Cadec Brasil, é importante e deve ser aproveitada. 

Nesta terça-feira (10), a CNA reuniu produtores rurais, pesquisadores e representantes de federações estaduais de agricultura e pecuária para discutir as ações para 2020 e pontuou a implantação de comissões para acompanhamento, desenvolvimento e conciliação da integração (Cadecs), por meio de fóruns estaduais. 

O programa Cadec (comissão para acompanhamento, desenvolvimento e conciliação) Brasil da CNA é um conjunto de soluções para os produtores integrados de aves e suínos, que tem como principais objetivos a distribuição justa dos resultados da integração, diminuição da assimetria informacional que predomina no setor e equilíbrio de forças nas negociações entre produtores integrados e agroindústria.

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Alvaro Andrade Biollo

    Quem ganha sempre é a indústria, o produtor é refém desse esquema.

    1