Preço do arroz bate recorde e Federarroz estima primeiro aumento de área cultivada dos últimos 5 anos

Publicado em 21/08/2020 16:15 e atualizado em 22/08/2020 20:12 3555 exibições
Alexandre Velho - Presidente da Federarroz
Dólar alto, aumento das exportações e demanda interna aquecida na pandemia são os fatores que sustentam as cotações do arroz brasileiro ao redor dos R$ 80,00, patamar nominal em reais recorde para o setor

Podcast

Preço do arroz bate recorde e Federarroz estima primeiro aumento de área cultiva dos últimos 5 anos

Download

LOGO nalogo

Os preços do arroz estão em patamares, nominais e em reais, recordes com a saca cotada ao redor de R$ 80,00. O momento é comemorado pelos produtores, que registram vendas em valores maiores do que os custos pela primeira vez nos últimos anos.

Segundo o presidente da Federarroz, Alexandre Velho, os preços estão sustentados por três pilares principais, o dólar alto ante ao real, o aumento das exportações e a demanda interna aquecida neste momento de pandemia.

Mesmo ainda em entressafra, a liderança não acredita em falta de abastecimento apesar do consumo elevado. Porém, Velho alerta para uma virada de ciclo com estoques bastante reduzidos antes da chegada de novos volumes.

Sobre a próxima safra, a perspectiva da Federarroz é que a área cultivada no Brasil cresça pela primeira vez nos últimos cinco anos, quando o cultivo foi reduzido seguidamente no país.

Confira a íntegra da entrevista com o presidente da Federarroz no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário