Vlamir Brandalizze: Soja liquidou forte em Chicago; Milho recua

Publicado em 25/02/2021 16:04 151 exibições
Tempo & Dinheiro - Com João Batista Olivi
Vlamir Brandalizze: Milho sente falta de demanda e recua

Paraná (Deral) ajusta projeção de safra de soja 2020/21 para baixo a 20,34 mi t

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - A safra de soja do Paraná deve alcançar 20,34 milhões de toneladas na temporada 2020/21, estimou o Departamento de Economia Rural (Deral) nesta quinta-feira, com um leve ajuste negativo ante os 20,39 milhões projetados no mês passado.

Em relação à safra anterior, o resultado representa queda de 2%, disse o órgão ligado ao governo paranaense.

Segundo o economista do Deral Marcelo Garrido, a revisão nas estimativas veio em função da conjuntura negativa que afetou as lavouras do Estado: atraso no plantio, seca e depois excesso de chuvas.

"O clima nas últimas semanas foi propício para a colheita... ela está bem atrasada em comparação com anos anteriores e o produtor está tentando recuperar esse tempo, a torcida é que nas próximas semanas tenha um clima mais seco para que ele possa dar continuidade à colheita", afirmou.

As regiões produtoras do Estado deverão ter chuvas até a próxima segunda-feira, segundo dados da Refinitiv, mas algumas áreas verão precipitações abaixo da média, como é o caso do noroeste, oeste e centro-sul.

A colheita de soja 2020/21 no Paraná atingiu 8% da área plantada na terça-feira, avanço de 5 pontos percentuais em relação à semana anterior, porém abaixo dos 22% vistos no mesmo período de 2019/20, de acordo com o Deral.

Nas últimas cinco temporadas, o resultado mais próximo do atual para a colheita desta época do ano foi visto em 2017/18, quando os trabalhos estavam em 9% das áreas.

A primeira safra de milho foi estimada em 3,17 milhões de toneladas, ante 3,36 milhões vistos em janeiro. Na comparação com 2019/20, o recuo é de 11%.

"A redução é em decorrência da estiagem no início do plantio e durante o desenvolvimento da lavoura, juntamente com doenças e pragas", afirmou o analista do Deral Edmar Gervásio.

Ele disse ainda que os relatos de produtores coletados no campo alertam que o Estado pode ter ainda mais perdas de produtividade na primeira safra do cereal, à medida que avança a colheita.

Já a "safrinha" do cereal deve atingir 13,55 milhões de toneladas, uma leve baixa ante os 13,58 milhões projetados no mês passado, mas avanço de 14% na variação anual, informou o Deral.

"A projeção é a estimativa inicial, considerando o potencial das lavouras... basicamente, se não ocorrer problemas durante a segunda safra", disse Gervásio, lembrando que a safrinha da temporada anterior foi marcada por questões climáticas.

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas/Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário