HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Santo Ângelo/RS colhe trigo com pequenas perdas enquanto milho se desenvolve bem e soja avança com plantio

Publicado em 26/10/2021 10:43 850 exibições
Laurindo Nikititz - Presidente do Sind. Rural de Santo Ângelo/RS
Após período sem chuvas que prejudicou algumas lavouras da safra de inverno, condições climáticas estão positivas para o desenvolvimentos das safras de verão

Podcast

Santo Ângelo/RS colhe trigo com pequenas perdas enquanto milho se desenvolve bem e soja avança com plantio

Logotipo Notícias Agrícolas

Lavouras de três safras diferentes se desenvolvem ao mesmo tempo em Santo Ângelo no Rio Grande do Sul, com os produtores dividindo atenções e manejo tanto com o trigo da safra de inverno 2021 quanto com o milho e a soja da safra verão 2021/22.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Santo Ângelo/RS, Laurindo Nikititz, houve falta de chuvas e baixa umidade de solo durante o desenvolvimento do trigo e agora as produtividades estão girando entre 30 e 60 sacas por hectare. Como os preços de mercado se mantêm positivos, a expectativa é de boa rentabilidade na região.

Já para o milho, o cenário climático é bastante favorável. A liderança conta que as lavouras mais precoces já estão em fase reprodutiva, mas a maioria das áreas segue na vegetativa. Para a colheita que deve começar dia 10 de janeiro, a projeção é de rentabilidade boa aliando produtividade e bons preços de venda do cereal.

Ao mesmo tempo, o plantio da soja segue avançando passando primeiro por áreas de pastagem e pousio, a agora entrando nas partes de trigo. A ideia é conseguir semear toda a área entre os dias 10 de outubro e 30 de novembro, a janela ideal para o município.

Os produtores esperam repetir os bons desempenhos de produtividade apresentados nas últimas três safras para esta colheita, que deverá começar em meados de março.

Confira a entrevista completa com o presidente do Sindicato Rural de Santo Ângelo/RS no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Adriano Andrighetti Paim filho - RS

    Aqui na região nordeste a quebra vai ser grande tanto em produtividade como em qualidade devido ao excesso de chuva desde o florescimento até a maturação do cereal.

    2