HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

SC produziu 25% menos nesta safra de cebola, mas preços elevados compensaram os produtores

Publicado em 19/03/2021 15:57 e atualizado em 21/03/2021 08:11 833 exibições
Daniel Schimdt - Coordenador da Câmara Setorial de Cebola de SC
Lavouras catarinense fora afetadas por granizo, estiagem e excesso de chuvas na colheita. Além da redução de produção, perdas pós colheita no armazenamento tiraram outros 15% do volume final. Para a próxima safra, produtores estão buscando sementes e precisam investir mais em infra estrutura de armazéns

Podcast

SC produziu 25% menos nesta safra de cebola, mas preços elevados compensaram os produtores

Download

LOGO nalogo

Santa Catarina esperava colher 550 mil toneladas de cebola nesta safra 2020/21, mas as intempéries climáticas como granizo, estiagem e excesso de chuva na colheita retiraram 25% deste potencial, deixando a produção em 440 mil toneladas.

O coordenador da Câmara Setorial da Cebola de Santa Catarina, Daniel Schimdt, conta também que outros 15% são perdidos durante os processos de pós-colheita e de armazenagem, resultando em uma oferta liquida de 360 mil toneladas.

Por outro lado, as condições de mercado responderam a essa queda de oferta e apresentaram preços positivos aos produtores, que tiver custos médios de R$ 1,00 por quilo e venderam por até R$ 2,50 o quilo.

Para a próxima safra, os produtores estão em fase em busca por sementes para o plantio que irá começar nos próximos meses. Ao mesmo tempo, Schimdt recomenda investimentos na armazenagem e em equipamentos de ventilação para reduzir as perdas pós-colheita e ampliar o período de armazenamento para permitir a venda mais escalonada da safra.

Confira a íntegra da entrevista com o coordenador da Câmara Setorial da Cebola de Santa Catarina no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário