Devido à demanda, fábricas da AGCO voltam ao trabalho em uma semana, dia 22

Publicado em 15/04/2020 16:25 e atualizado em 24/04/2020 09:20 3457 exibições
Luís Felli - Presidente da AGCO América do Sul
Todas as fábricas da Valtra, Massey Ferguson, Fendt e Challenger retomam às atividades no próximo dia 22 anunciou Luís Fell - CEO da AGCO América do Sul ao Marcas e Máquinas

 

 

 

Podcast

Marcas e Máquinas - Entrevista com Luís Felli - Presidente da AGCO América do Sul

Download

 

 

 

Todas as unidades do Grupo ACGO (que engloba as fábricas de equipamentos e máquinas agrícolas Valtra, Massey Ferguson, Fendt e Challenger) voltarão a operação plena a partir da quarta-feira que vem, dia 22, anunciou o hoje o CEO da AGCO para a América do Sul, Luís Felli. 

Em entrevista ao repórter Frederico Olivi, do Marcas e Máquinas, Luis Felli fez questão de frisar que os trabalhadores das unidades de Canoas, Santa Rosa e Ibirubá (RS) e de Mogi das Cruzes (SP), voltarão à operação normalmente, seguindo os protocolos de saúde e de proteção.

-- "As fábricas ficaram paralisadas por 10 dias, tempo suficiente para que os gestores das empresas se preprassem para retomada ao trabalho", explicou Luis Felli.  

As fábricas tiveram a operação interrompida por falta de componentes nas linhas de montagem. "Agora que a questão do suprimento está resolvida, e como nossa atividade indústrial é considerada essencial, entendemos que, seguindo padrões globais de precaução, podemos agora voltar a produção", explicou o CEO da AGCO.

Sobre projeções de mercado, o CEO da AGCO considera que o setor de máquinas agrícolas deverá sofrer impacto negativo neste ano, com uma retração prevista de até 10% nas vendas. "O produtor nesse momento está com grande dificuldade de ir às compras, por falta de horizonte na demanda de seus produtos; mas tão logo a crise passe, ele estará capitalizado e necessitando sempre de mais tecnologia, e, assim, voltará às revendas."

A AGCO, nos últimos 5 anos, investiu 300 milhões de reais em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos para lançar ao mercado 200 novos modelos de máquinas, incluindo tratores com transmissão CVT, plantadeiras com fechamento hidráulico, novos pulverizadores autopropelidos e tratores para pequenas áreas de produção com motores mais econômicos de 3 cilindros. 

(Acompanhem a íntegra da entrevista no vídeo acima).

Fonte:
Marcas e Máquinas

0 comentário