Milho: Em Toledo (PR), quebra na safrinha deve ficar próxima de 25% e produtores negociam a saca a R$ 31,50

Publicado em 02/08/2018 11:16 e atualizado em 02/08/2018 16:31
1329 exibições
Grão atende a demanda de aves e suínos na região. Clima irregular afetou o rendimento das plantações nesta safra. Primeiras áreas registram produtividade entre 110 a 115 sacas pro hectare. Impasse do frete mantém negócios da safra 2018/19 travados. Agricultores aguardam chuvas para a dessecação das áreas.
Nelson Paludo - Presidente do Sindicato Rural de Toledo/PR

Podcast

Entrevista com Nelson Paludo - Presidente do Sindicato Rural de Toledo/PR - Acompanhamento de Safra do Milho

Download

LOGO nalogo

A colheita do milho safrinha está completa em 30% da área cultivada na região de Toledo (PR). E o avanço dos trabalhos nos campos tem confirmado a quebra na produtividade nesta temporada, estimada ao redor de 20% a 25%. Isso porque as lavouras também foram afetadas pelo clima irregular na localidade.

Nas primeiras áreas colhidas o rendimento está próximo de 110 a 115 sacas do grão por hectare, porém, o número deve ficar abaixo de 80 sacas por hectare nas áreas restantes. "Inclusive, tivemos produtores que acionaram o seguro das lavouras, especialmente as que tiveram queda de milho em decorrência dos ventos fortes", reforça o presidente do Sindicato Rural do município, Nelson Paludo.

Em relação ao mercado, a liderança destaca que os produtores conseguem negociar o milho a R$ 31,50 a saca para atender a demanda local. "Todo o milho produzido na nossa região e ainda não é o suficiente para atender o nosso plantel de mais de 1 milhão de suínos e mais 12 milhões de aves", completa.

Soja

Na localidade, os produtores já realizaram o planejamento da safra de verão 2018/19. E boa parte dos produtores já receberam os fertilizantes, diferente de outras regiões do Brasil. Embora o impasse em relação ao frete continue travando a comercialização da safra futura.

"O produtor está de olho no clima na nossa região, já que precisamos de chuvas para realizarmos as dessecações. Aqui no Paraná nós podemos iniciar o plantio da soja já a partir do dia 10 de setembro", finaliza Paludo.

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário