Com perspectiva boa para o milho safrinha, produtores de Itambaracá/PR buscam vendas antecipadas

Publicado em 25/04/2019 11:15 e atualizado em 25/04/2019 14:49
387 exibições
Agricultores da região travaram negócios no patamar de R$ 30,00, o que permite uma maior rentabilidade. Valores hoje giram na casa de R$ 25,50 e expectativa é de que cheguem até em R$ 22,00 até a colheita, o que obriga uma boa produção para se ter uma margem de lucro ainda achatada.
Mário Teixeira Marinho Neto - Produtor Rural

Podcast

Entrevista com Mário Teixeira Marinho Neto - Produtor Rural sobre o Acompanhamento de Safra do Milho Safrinha

Download

LOGO nalogo

Os produtores de Itambaracá no Paraná estão animados para uma boa produção no milho safrinha. Segundo o produtor Mário Teixeira Marinho Neto, 40% da área já está em maturação e o desenvolvimento está satisfatório até o momentos.

“Algumas áreas onde houveram ataque de cigarrinhas já iniciaram a colheita para evitar que o milho caísse em caso de chuva ou vento forte nos próximos dias. A colheita forte mesmo deve acontecer entre julho e agosto”, conta Marinho Neto.

Pensando no mercado, os produtores aproveitaram um momento com preços de R$ 30,00 para travar vendas antecipadas e garantir uma boa rentabilidade. Agora os preços se apresentam em R$ 25,50 e a expectativa é de que cheguem em R$ 22,00 com a chegada da colheita e a grande produção do cereal.

Esse bom cenário para o milho anima os produtores para diminuir os prejuízos que a baixa produtividade da soja deixou para trás e para garantir a manutenção dos investimentos para as próximas safras, uma vez que os custos de produção já se apresentam mais altos para a próxima safra de soja 2019/20.

Confira a entrevista completa no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • WELLISTON FRANK TEIXEIRA DOUTOR CAMARGO - PR

    Para que ocorra uma safrinha de milho cheia, o clima ainda tem que colaborar muito. Aqui na Região de Maringá-PR, as chuvas têm ocorrido de forma isolada, deste modo, muitas lavouras de milho já contabilizam perdas significativas. Em algumas lavouras mais de 30%. Sem falar que a última safra de milho verão foi a menor em 20 anos.

    1