Minas Gerais espera colher 120 sacas por hectare no milho safrinha, uma das maiores produtividades do estado

Publicado em 29/05/2019 11:13 e atualizado em 29/05/2019 14:31
481 exibições
Clima ajudou bastante o desenvolvimento do milho e produtores estão animados para a colheita que deve começar no final de junho e se estender até agosto. Preços de venda do milho melhoraram, mas ainda não são o suficiente para remunerar os agricultores.
Wesley Barbosa de Freitas - Presidente da Aprosoja MG

Podcast

Entrevista com Wesley Barbosa de Freitas - Presidente da Aprosoja MG sobre o Acompanhamento de Safra do Milho

Download

LOGO nalogo

A colheita do milho safrinha deve começar no final do mês de junho em Minas Gerais e as expectativas dos produtores está alta. O desenvolvimento das lavouras está muito satisfatório até o momento e a produtividade média esperada é de 120 sacas por hectare, um patamar que segundo Wesley Barbosa de Freitas, presidente da Aprosoja MG, será um dos maiores da história do estado.

A preocupação então fica por conta do mercado e dos preços para a venda do cereal. De acordo com de Freitas, seria preciso negociar a saca de milho por pelo menos R$ 30,00 para se obter um bom rendimento na safra, porém esse valor no momento é de R$ 27,00.

Sendo assim, o presidente da Aprosoja MG aconselha o agricultor a ter cautela e aguardar momentos melhores para negociar o restante de sua produção.

Outra situação que está chamando a atenção dos mineiros é a incidência de pulgões no sorgo. Conforme aponta Wesley, um novo tipo de pulgões, que já foi responsável por grandes problemas nas lavouras americanas, chegou ao Brasil e está causando transtornos. Algumas áreas vão ter perda total este ano e outras precisaram realizar diversas aplicações de defensivos contra esta praga.

Confira a íntegra da entrevista com o presidente da Aprosoja MG no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário