Cândido Mota/SP já colhe o milho e espera queda de 30% na produtividade final

Publicado em 29/06/2020 10:54 1374 exibições
Antônio José Tondato - Produtor Rural - Cândido Mota/SP
Plantio da segunda safra de milho foi escalonado entre janeiro e abril e isso influenciou no desenvolvimento das áreas, que sofreram com a falta de chuvas. Mesmo assim, bom patamar de preços deve garantir rentabilidade neste ano

Podcast

Cândido Mota/SP já colhe o milho e espera queda de 30% na produtividade final

Download

LOGO nalogo

Entre 5 e 10% das lavouras de milho em Cândido Mota em São Paulo já foram colhidas e os resultados foram abaixo do esperado nessas áreas que eram as de maior potencial. Os trabalhos de colheita devem seguir avançando já que o plantio foi bastante escalonado entre janeiro e abril.

Segundo o produtor rural Antônio José Tondato, as chuvas esperadas no mês de abril não se concretizaram e a produtividade deve cair cerca de 30% no municio ficando entre 60 e 70 sacas por hectare na média final da safra.

Tondato ainda destaca que as melhores lavouras foram as cultivadas em fevereiro e as 10% semeadas mais tarde ainda se beneficiaram de precipitações ao redor de 30mm no último final de semana.

Assim como o plantio e a colheita, as vendas também estão escalonadas. Boa parte foi negociada antecipadamente para entrega entre julho e agosto com preços entre 35 e 40 reais, quem já colheu e buscou negócios conseguiu patamares de R$ 47,00 e, atualmente, os níveis estão em torno de R$ 43,00.

Já para a próxima safra de soja verão 2020/21, entre 70 e 80% dos produtores da região já fecharam as compras de insumos necessários e aguardam as movimentações cambiais antes de fecharem novos negócios, após aproveitarem patamares em torno dos R$ 100,00 a saca.

Confira a íntegra da entrevista com o produtor rural de Cândido Mota/SP no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário