Chapadão do Sul/MS já colheu 40% das lavouras de milho e produtores se animam com boa produtividade e rentabilidade

Publicado em 14/07/2020 11:05 1087 exibições
Lauri DalBosco - Vice-Presidente Regional da Famasul
Mais da metade desta produção já foi negociada e quem ainda tem milho disponível aproveita preços altos mesmo no pico de colheita. Condições de mercado são favoráveis também para o avanço do planejamento das próximas safras

Podcast

Chapadão do Sul/MS já colheu 40% das lavouras de milho e produtores se animam com boa produtividade e rentabilidade

Download

LOGO nalogo

Os produtores de Chapadão do Sul em Mato Grosso do Sul já avançaram com a colheita da segunda safra de milho para 40% das áreas cultivadas e esperam encerrar os trabalhos até o próximo dia 15 de agosto.

Segundo o vice-presidente regional da Famasul, Lauri dal Bosco, o clima favoreceu o desenvolvimento das lavouras e a expectativa é atingir média de produtividade de 100 sacas por hectare. Neste momento, todo o milho que permanece em campo está secando para facilitar a colheita.

A liderança destaca também que mais da metade desta produção já foi negociada com os produtores aproveitando bons momentos de preços desde o ano passado. “No planejamento do plantio o milho estava 15% mais caro do que na safra passada e muita gente travou os custos entre 28 e 30 reais. No começo deste ano os preços foram para R$ 30,00 e agora, em plena colheita, estão de R$ 32,00 a R$ 34,00”.

Dal Bosco aponta ainda que o planejamento para as próximas safras também já está bastante adiantado. Para a safra de soja 2020/21, boa parte dos adubos já está nas propriedades e os agricultores estão organizados, avançando também nas vendas para a próxima safrinha de milho 2021.

Confira a entrevista completa com o vice-presidente regional da Famasul no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário