Reitoria da Universidade Fronteira Sul continua ocupada por radicais que não aceitam indicação feita por Bolsonaro

Publicado em 16/09/2019 15:12 e atualizado em 18/09/2019 10:56
2104 exibições
Entrevista com Marcelo Recktenvald e Gismael Francisco - Reitor e Vice da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)
Marcelo Recktenvald e Gismael Francisco - Reitor e Vice da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)

Podcast

UFFS esta ocupada por alunos que não aceitam indicação da reitoria feita pelo presidente Bolsonaro

Download

LOGO nalogo

O Notícias Agrícolas conversou nesta segunda-feira (16) com Marcelo Recktenvald e Gismael Francisco - Reitor e Vice da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). A UFFS está ocupada há cerca de 15 dias por um grupo de estudantes que é contra a escolha do presidente Jair Bolsonaro para os dois cargos. 

Com o prédio da reitoria ocupado, eles trabalham desde então em uma sala improvisada em outro prédio. "Nós estamos atendendo provisioriamente num espaço que foi cedido pela AGU. Nós temos nossa procuradoria aqui instalada, adaptamos e usamos esse espaço durante esses dias até que a normalidade seja restabelecida", explica Recktenvald. Apesar dos impasses, todos os seis campus da universidade seguem funcionando normalmente.

Alunos invadiram o espaço após os reitores ficarem em terceiro lugar em uma lista tríplice e serem escolhidos por Jair Bolsonaro para assumirem o cargo. Os reitores explicam que todas universidades federais têm o mesmo modelo normativo na hora de escolher a reitoria e seguem uma lista tríplice antes da decisão final. "Nossa candidatura foi escolhida pelo presidente depois de nós termos cumprido todos os requisitos internos da disputa", afirmam. 

De acordo com Recktenvald , no total quatro chapas disputaram a reitoria. E ao contrário das demais, a dupla fez uma campanha rápida de apenas 18 dias e conquistaram pouco mais de 21% dos votos. "As universidades se consolidaram nos últimos anos com um espaço totalmente tendencioso à uma determinada ideologia, mesmo assim vimos muito espaço de aceitação", explicam. 

Um pedido de reintegração de posse já foi solicitado pela UFSS e segundo Recktenvald, o tempo ainda está dentro do prazo da Justiça. "Nosso pedido foi de uma reintegração de posse de uma tutela antecipada, não necessariamente com uso de força", afirma. 

O vice Gismael explicou ao Notícias Agrícolas quais foram as propostas da chapa e afirmou que acredita que as questões vão além da universidade. "É uma questão para a política mais fora da Universidade. Tem muito dessa questão da própria nomeação, do presidente nos escolher, eles acabam relacionando que a escolha que o presidente faz da nossa candidatura é porque a gente tem um alinhamento mais direto com própria gestão de governo do presidente Jair Bolsonaro", comenta. 

Confira a entrevista completa no vídeo acima

 

 

Por: João Batista Olivi e Virgínia Alves
Fonte: Notícias Agrícolas

2 comentários

  • ANTONIO LUIZ TREVISAN Matupa - MT

    A solução é simples.... expulsem todos os alunos envolvidos.... é uma Universidade Federal custeada com dinheiro dos tributos que pagamos... quem não quiser estudar, rua...

    6
    • Adriano Andrighetti Paim filho - RS

      Boa tarde... fui aluno do professor Francisco, e nesse tempo pude conhecer uma pessoa acima da média, preocupado com seus alunos tanto com o nível de conhecimento que os mesmos adquiriam em sua aula, tanto com o futuro no mercado de trabalho...apoio o professor pois é capacitado em todos os sentidos para o cargo!

      5
    • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

      Concordo plenamente Sr. Trevisan, escolas e universidades públicas deviam existir somente para quem QUER estudar...

      6
    • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

      Os "alunos" que querem putaria, saiam e abram um puteiro.

      7
    • Elízio Carlos Cotrim Uberaba - MG

      Por quê o presidente não escolheu o primeiro ou o segundo escolhido pelos estudantes? ... Vê-se que quem está mais preocupado com ideologização não são os estudantes. Pelo que pude ver, já dá pra perceber que democracia não é a vocação dominante!

      2
  • Elízio Carlos Cotrim Uberaba - MG

    Concordo com os estudantes que ocuparam a reitoria por conta da nomeação de um interventor. A democracia deve vir em primeiro lugar.

    74
    • Flavio Haruki Kobata Floresta - PR

      Eles são estudantes ou militantes?

      6
    • ANTONIO LUIZ TREVISAN Matupa - MT

      Sou medico veterinário formado na UFPR. Estudante que vai à Universidade para ter formação e profissão não adere a este tipo de "bagunça"... Não vemos isso com alunos de Cursos de Medicina, Odontologia, Engenharia, Veterinária, Direito...agora o pessoal de Filosofia, Sociologia, História é um outro nível de estudantes. Quem achar que exagero, é só pesquisar...

      6
    • Luiz Ribeiro Villela São Paulo - SP

      CONCORDO PLENAMENTE... ESSES SUPOSTOS ESTUDANTES DE "HUMANAS " SÃO OS QUE NUNCA GOSTARAM DE ESTUDAR DE VERDADE... FACULDADE PARA ELES É TRAMPOLIM PARA ENTRAR NA POLITICA DA PIOR QUALIDADE.

      3
    • Carlos Ferri Gaucha do Norte - MT

      Com certeza são esquerdistas acostumados à badernas, ... tem muitos alunos procurando vagas em universidades, pessoas de bem...

      3