Chicana do STF já tem a primeira vítima: O Centrão; movimento para libertar Lula favorece bandidos do PCC

Publicado em 27/09/2019 14:47 e atualizado em 27/09/2019 20:54
1551 exibições
Chicana do STF já tem a primeira vítima: O Centrão
Renato Dias - Diretor Executivo do Blog Ranking dos Políticos

Podcast

Chicana do STF já tem a primeira vitima: O Centrão - Entrevista com Renato Dias - Diretor Executivo do Blog Ranking dos Político

Download

 

LOGO nalogo

Ao longo desta semana, o Supremo Tribunal Federal (STF) colocou em pauta a decisão de um habeas corpus apresentado pela defesa de Márcio de Almeida Ferreira, ex-gerente da Petrobras. Márcio foi funcionário da estatal por 38 anos e deixou a empresa em março de 2013. Ele foi delatado por Edison Krummenauer, que também trabalhava na Petrobrás, que afirmou que Ferreira recebia propina em troca de informações privilegiadas e facilitações em negociações.

O caso foi julgado pelo então juiz Sérgio Moro, que condenou Márcio a 10 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Na atual tese julgada pelo STF, a defesa do ex-gerente alega que o réu deveria ter sido ouvido após o delator. Seis dos 11 ministros votaram a favor da tese, que pode anular sentenças da Operação Lava Jato, inclusive a do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Leia: STF forma maioria contra Lava Jato, 6 ministros votam a favor de tese que pode libertar Lula

Para Renato Dias, diretor do blog Ranking dos Políticos, os reflexos políticos dessa decisão são favoráveis para o presidente Jair Bolsonaro. Ele diz que a Lava Jato possui apoio popular e que a decisão do STF pode fazer com que hajam novas manisfestações populares a favor da operação. Ele foi entrevistado pelo jornalista João Batista Olivi, que defendeu o seguinte posicionamento: "Isso irá obrigar os partidos do centrão a se posicionarem, se estão a favor da Lava Jato ou a favor da corrupção".

Veja também: 

>> Condenados podem ser soltos, alerta Dallagnol após decisão do STF

>> Janot diz que foi armado ao STF para matar Gilmar Mendes

Segundo Renato, mesmo que a decisão do STF acabe beneficiando Lula e ele acabe saindo da prisão, o ex-presidente não teria força política para interferir no andamento das atuais reformas ou decisões de estado. Apenas o enfraquecimento da economia daria poder para partidos e movimentos de esquerda, mas os atuais indicadores econômicos indicam que isso não deve acontecer.

Assista: De que lado você está? Da Lava Jato ou da Corrupção?

 

Por: João Batista Olivi e Ericson Cunha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário