Em Doutor Camargo (PR), soja já apresenta problemas na germinação devido ao clima mais seco

Publicado em 11/10/2016 10:13 e atualizado em 11/10/2016 12:48
961 exibições
Cerca de 90% da área projetada para essa temporada já foi cultivada na região. Chuvas devem aparecer no final da semana na localidade. Produtores estão preocupados com a possibilidade de replantio devido à baixa disponibilidade de sementes. Cenário se repete por toda a região Noroeste do estado. Para essa safra, agricultores fizeram alguns contratos com a oleaginosa.

Em Doutor Camargo (PR), a semeadura da soja já está completa em 90% da área projetada para essa temporada. Porém, diante das chuvas irregulares, as sementes já apresentam problemas de germinação. A última precipitação ocorreu no dia 3 de outubro, mas com baixo volume acumulado, entre 2 mm a 3 mm.

“No caso da soja plantada há 20 dias, somente 60% das sementes germinaram, o restante ainda espera umidade. As sementes estão inchando, secando e, consequentemente, perdendo a germinação e o vigor. Com isso, já temos parte do plantio condenado”, explica o produtor rural da região, Ildefonso Ausec.

Além disso, o produtor ainda reforça que, os ventos mais fortes na região contribuem para secar ainda mais os solos argilosos. Em meio a esse cenário, a grande preocupação é com a possibilidade de replantio em algumas áreas devido à baixa disponibilidade de sementes para essa temporada. A qualidade das sementes também tem sido uma apreensão dos agricultores.

“Provavelmente, os produtores terão que deixar como está. Se tivermos grandes áreas a serem replantadas não teremos sementes ou variedades específicas para determinada região. Toda essa situação irá impactar diretamente nos custos de produção para essa temporada. E também já estamos realizando mais aplicações de inseticidas e fungicidas”, pondera Ausec.

Paralelamente, o retorno das chuvas ainda pode amenizar a situação em todo o Noroeste do Paraná. Por enquanto, as previsões climáticas indicam precipitações para a região entre quinta-feira e sexta-feira. Do mesmo modo, a janela ideal de plantio da segunda safra também tem sido uma preocupação dos agricultores.

“A soja ainda tem janela, mas se a semeadura começar a se estender até o final de outubro teremos um comprometimento da safrinha.  No ano passado, os produtores que plantaram a soja entre 10 a 15 de outubro plantaram o milho no começo de março e quase não deu colheita. Tivemos um grande prejuízo”, sinaliza o agricultor.

Comercialização

Os produtores também estão mais cautelosos com a negociação antecipada da soja. Em 2015, muitos fizeram contratos entre R$ 63,00 até R$ 70,00 a saca da oleaginosa, porém, depois da colheita o preço chegou até R$ 80,00 no mercado disponível. “Então, os produtores estão receosos, ainda é momento de cautela”, orienta Ausec.

Confira abaixo fotos das lavouras de soja na região:

Lavoura de soja em Doutor Camargo (PR). Envio do produtor Ildefonso Ausec

Lavoura de soja em Doutor Camargo (PR). Envio do produtor Ildefonso Ausec

Lavoura de soja em Doutor Camargo (PR). Envio do produtor Ildefonso Ausec

Tags:
Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário