Com poucos fundamentos atuando, preços da soja em Chicago reagem com alta do petróleo, queda do dólar e elevação do farelo

Publicado em 22/11/2017 16:35 3291 exibições
Confira a entevista com Adriano Gomes - Analista da AgRural
Apesar da alta desta quarta-feira em Chicago, cotação da soja não conseguiu romper resistência dos US$10,00/bushel e mercado pode esfriar após feriado nos EUA

LOGO nalogo

Nesta quarta-feira (22), os preços da soja na Bolsa de Chicago (CBOT) encerraram com ganhos de até sete pontos nos principais vencimentos, com o contrato janeiro se aproximando dos US$10/bushel.

Adriano Gomes, analista de mercado da AgRural, destaca que, historicamente, a CBOT trabalha em alta antes do feriado do Dia de Ação de Graças, que será nesta quinta-feira (23). Em termos fundamentais, não há justificativa: a safra na América do Sul caminha sem complicações.

Ele aponta ainda que, neste cenário, também é observado o comportamento de outras commodities. A soja também "pegou carona" na alta do farelo de soja, que subiu 5% desde a semana passada.

Contudo, ele acredita que seria interessante que a soja tivesse fechado acima dos US$10/bushel para um mercado mais fortalecido. Amanhã não há pregão e, na sexta-feira, há apenas meio pregão. Os registros de exportações semanais, estimados em 1,4 milhão de toneladas, também devem ser divulgados na sexta.

Ele aconselha os produtores brasileiros a aproveitar os momentos de alta para fazer alguns negócios, sempre de olho nas contas para verificar qual é o preço mínimo para se obter rentabilidade.

Gomes lembra que a AgRural irá realizar seu Black Friday. Acesse o site para mais informações: www.agrural.com.br

Por:
Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário