Com colheitas irregulares, safra de soja em Nova Mutum/MT deve ser menor do que o esperado

Publicado em 25/01/2019 16:43 e atualizado em 25/01/2019 17:22
1013 exibições
Município mato-grossense registrou muita chuva em novembro e estiagem em dezembro, o que derrubou a produtividade das primeiras lavouras colhidas. Soja que foi plantada mais tardiamente começa a registrar resultados melhores, o que deve deixar os números irregulares pela cidade. Plantios de safrinhas de milho e algodão seguem acelerados.
Renato Kremer - Secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Nova Mutum

Podcast

Com colheitas irregulares, safra de soja em Nova Mutum/MT deve ser menor do que o esperado

Download

LOGO nalogo

Assim como em outras áreas do Mato Grosso, a cidade de Nova Mutum também sofreu com a variedade climática durante o ciclo da safra 2018/19 de soja. Um chuvoso mês de novembro, e o último mês do ano, que trouxe estiagem, contribuíram para que as primeiras lavouras de soja no município ficarem a baixo do esperado. Apesar desse início negativo, as lavouras plantadas mais tardiamente começam a apresentar resultados mais equilibrados.

“A média das primeiras sojas ainda estão a baixo do ano passado pelo fator climático, mas a soja que está sendo colhida a partir de agora está melhorando a média. Ainda não dá para falar em produtividade final justamente por esse fator”, conta Renato Kremer, Secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Nova Mutum.

Com o avanço da colheita de soja na cidade, os produtores de Nova Mutum intensificam os trabalhos visando as culturas da safrinha. “Essas primeiras sojas colhidas são áreas de algodão, que já está com o plantio em todo o vapor. Em seguida vem o plantio de milho, que também está a todo o vapor na cidade”, pontua Kremer.

Confira a entrevista completa no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário