Produtores de soja antecipam entrega de contratos já fechados a preços maiores e evitam novas vendas nos atuais patamares

Publicado em 28/01/2019 18:00 e atualizado em 28/01/2019 20:08
2577 exibições
Restrição de oferta por parte do produtor ajudou a elevar prêmios nos portos nos últimos dias
Mário Mariano Moraes Júnior - Analista da Novo Rumo Corretora

Podcast

Entrevista com Mário Mariano Moraes Júnior - Analista da Novo Rumo Corretora sobre o Fechamento de Mercado da Soja

Download

 

LOGO nalogo

Nesta segunda-feira (28), o mercado da soja caminha para o encerramento do dia na Bolsa de Chicago (CBOT) no vermelho, com quedas de dois a três pontos nos principais vencimentos.

Para esta semana, como lembra Mário Mariano Moraes Júnior, analista da Novo Rumo Corretora, há, no entanto, uma expectativa de evolução nos negócios entre Estados Unidos e China.

O cenário global depende de notícias concentradas de outros parceiros globais, de forma que as cotações em Chicago também refletem esse fator. Caso haja o acordo, esperado pelo mercado, há uma expectativa de melhor desempenho comercial para o próximo mês.

Ninguém sabe, contudo, se os chineses compraram mais de 5 milhões de toneladas dos norte-americanos, já que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) continua sem funcionamento, o que faz com que o mercado fique confuso com a ausência de informações.

Também deve se refletir o fato de que os Estados Unidos podem ter uma produção de 119 milhões de toneladas na próxima safra, 4% a menos do que a safra anterior, bem como uma área 2,5% menor.

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário