Douradina/MS registra produtividade de 40 sacas na soja, após expectativa de 55, e mercado travado

Publicado em 06/03/2019 10:50 e atualizado em 06/03/2019 15:03
503 exibições
Restando apenas 5% da área para colheita, produtores registram queda na produtividade após problemas climáticos. Plantio da safrinha de milho também avança e e já atinge 85% do total no município.
Cláudio Pradela - Presidente do Sindicato Rural de Douradina/MS

Podcast

Entrevista com Cláudio Pradela - Presidente do Sindicato Rural de Douradina/MS sobre o Acompanhamento de Safra da Soja

Download

LOGO nalogo

No início do ciclo da soja os produtores de Douradina no Mato Grosso do Sul esperavam que a produtividade da safra 2018/19 ficasse na casa das 55 sacas por hectare, assim como a média alcançada no ano passado. Porém, após sofrer com problemas climáticos a produtividade ficou menor do que o esperado.

“O clima para a soja foi péssimo esse ano, nunca teve uma não tão péssimo como esse. Tivemos seca demais e depois chuva demais, tudo atrapalhou. As colheitas mais tardias deram uma recuperada, mas mesmo assim não foi uma colheita boa, a perda foi muito significativa esse ano e vamos ficar em 40 sacas”, diz Cláudio Pradela, presidente do Sindicato Rural de Douradina/MS.

Os preços de venda da soja na região ainda não refletiram essa quebra na produtividade e os produtores deve apenas empatar nos custos de produção com a venda em 68/69 reais. Na busca por uma lucratividade maior, os produtores de Douradina apostam em uma boa safrinha de milho que já está se encaminhando para a finalização de plantio.

“Até agora está muito bom e temos milhos muito bonitos com ainda 15% faltando para plantar. A expectativa está muito boa e se o preço melhorar um pouquinho de preço dá para se livrar das contas atrasadas”, conta Pradela.

Confira a entrevista completa no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário