Com colheita da soja encerrada, Grupo Morena registra 67 sacas de produtividade e projeta boas safrinhas

Publicado em 08/03/2019 11:50 e atualizado em 08/03/2019 14:48
864 exibições
Fazenda na região de Campo Novo do Parecis/MT obteve produtividade 1 saca menor do que a da safra passada com clima que ajudou na lavoura. Plantio das safrinhas de milho e algodão já se encerraram e geram boas expectativas, já que trabalhos aconteceram dentro da melhor janela.
Romeu José Ciochetta - Proprietário do Grupo Morena

Podcast

Entrevista com Romeu José Ciochetta - Proprietário do Grupo Morena sobre o Acompanhamento de Safra da Soja

Download

LOGO nalogo

O Grupo Morena já encerrou os trabalhos de colheita de suas áreas de soja no municípios de Campo Novo do Parecis em Mato Grosso. As atividades tiveram fim na última quarta-feira (06) e a produtividade alcançada ficou na casa das 67 sacas por hectare, apenas uma a baixo da safra passada.

“O clima colaborou muito para a colheita, principalmente de janeiro à 15 de fevereiro. Nos últimos 15 dias da colheita tivemos um excesso de chuvas e tiveram algumas dificuldades a mais, mas foi um ano bom, em que o clima contribuiu. As barricadas mais precoces tiveram um desempenho abaixo do esperado, mas como foi andando a colheita foi voltando ao normal e tivemos uma safra com pouca diferença do que foi colhido ano passado”, conta Romeu José Ciochetta, proprietário do Grupo Morena.

A fazenda também já encerrou o plantio das safrinhas de milho e algodão, uma novidade para este ano, e espera bons níveis de produtividade, uma vez que os trabalhos de semeadura aconteceram todos dentro da melhor janela possível.

O mercado para a venda de soja na região segue travado no momento. Segundo Ciochetta, aconteceram menos vendas antecipadas nessa safra do que nas anteriores, e agora começam a surgir algumas oportunidades para travar os custos. Porém, Campo Novo do Parecis deve ter mais volume de negociações no mês de abril, já com todas as definições para esta safra 2018/19.

Confira a entrevista completa no vídeo.

Por Guilherme Dorigatti
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário