Colheita da soja se encerra na Bahia com produtividade de 56 sacas por hectare, acima da expectativa

Publicado em 15/05/2019 10:39 e atualizado em 15/05/2019 14:15
430 exibições
Projeções apontavam média de 54 sacas, mas cultivares de ciclo mais tardio e lavouras plantadas após novembro conseguiram escapar da seca de dezembro/janeiro e apresentaram melhor desenvolvimento. Cerca de 60% da safra já está negociada pelos produtores baianos.
Alan Juliani - Presidente da Aprosoja Bahia

Podcast

Entrevista com Alan Juliani - Presidente da Aprosoja Bahia sobre o Acompanhamento de Safra da Soja

Download

LOGO nalogo

A colheita da soja na Bahia se encerrou na última semana com os produtores atingindo produtividades médias na casa das 56 sacas por hectare, contra a estimativa de 54 sacas durante o mês de março.

Segundo Alan Juliani, presidente da Aprosoja da Bahia, as cultivares de ciclo mais longo e as lavouras semeadas após o mês de novembro conseguiram escapar da seca que aconteceu entre dezembro e janeiro e responderam melhor do que o esperado na hora da colheita.

O presidente aponta ainda que cerca de 60% da atual safra 2018/19 já está negociada e o restante, que estava segurada devido aos baixos preços de venda da soja, devem retomar as negociações agora que a bolsa de Chicago apresenta valorizações nas cotações.

Já pensando na próxima safra 2019/20, cerca de 14% da produção já está negociada de maneira antecipada e os produtores estão enfrentando aumento nos custos de produção, o que demanda mais cautela e planejamento por parte dos agricultores, para manterem as contas dentro do previsto.

Confira a íntegra da entrevista com o presidente da Aprosoja da Bahia no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário