Nova Ubiratã/MT plantou área 20% menor do que o mesmo período do ano passado e segunda safra de milho deve ser prejudicada

Publicado em 07/10/2019 10:28 e atualizado em 07/10/2019 11:45
807 exibições
Plantio segue irregular no município, assim como as chuvas, e atingiu no máximo 6% do total esperado, contra 25% registrado até o dia 07 de outubro de 2018. Expectativa é de que área destinada ao milho safrinha fique menor em 2020 devido ao atraso da soja.
Albino Castilho Ruiz - Presidente do Sindicato Rural de Nova Ubiratã/MT

Podcast

Entrevista com Albino Castilho Ruiz - Presidente do Sindicato Rural de Nova Ubiratã/MT sobre o Acompanhamento de Safra da Soja

Download

LOGO nalogo

Até o momento, apenas 6% da área destinada ao cultivo da safra de soja 2019/20 foi semeada em Nova Ubiratã no Mato Grosso. No mesmo período do ano passado, esse índice já era de 25% do esperado para a safra 2018/19.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Nova Ubiratã/MT, Albino Castilho Ruiz, o plantio está atrasado devido à irregularidade das chuvas, apenas aqueles que receberam precipitações já começaram os trabalhos, e os impactos poderão ser sentidos na segundo safra de milho em 2020, que pode ter diminuição na área cultivada.

A expectativa é que o município receba precipitações nesta terça-feira (07) e o plantio possa avançar mais. Porém, a liderança destaca a importância do produtor não realizar o plantio no pó apostando nas previsões de chuvas, mas assim aguarde até o solo ter a umidade necessária.

Diante desta incerteza quanto ao plantio, os preços para a soja subiram cerca de 3% na região neste últimos dias e os produtores aguardam ainda mais valorizações, na esperança de conseguir suprir o acréscimo de até 15% no custo de produção.

Confira a entrevista completa com o presidente do Sindicato Rural de Nova Ubiratã/MT no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário