Soja em Chicago só vai reagir com a confirmação de uma grande compra chinesa, acima de 4 mi/t

Publicado em 21/02/2020 17:20
2773 exibições
Enquanto as compras chinesas nos EUA não acontecem, Brasil aproveita a vantagem trazida pelo dólar valorizado e segue negociando com os asiáticos
Ginaldo de Sousa - Diretor Geral do Grupo Labhoro

Podcast

Entrevista com Ginaldo de Sousa - Diretor Geral do Grupo Labhoro sobre o Fechamento do Mercado da soja

Download

LOGO nalogo

O mercado da soja encerrou esta sexta-feira (21) em queda, com os contratos para março de 2020 sendo negociados a US$ 8,90 (-2,25). A posição para maio ficou em US$ 8,99 (-2,00), para julho em US$ 9,09 (-1,25) e para agosto em US$ 9,13 (-0,75).

Ao longo do dia, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) trouxe seus novos números de vendas semanais para exportação com dados abaixo do esperado para a soja e para o trigo. No milho, as vendas superaram as expectativas do mercado. 

>> USDA: Vendas semanais de soja dos EUA ficam bem abaixo das expectativas do mercado

No segundo dia do Agricultural Outlook Forum do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), a instituição trouxe suas principais estimativas para a nova safra de grãos do país com números bem maiores as produções de soja e milho, depois das quebras consideráveis da temporada 2019/20 em função de severos problemas com o clima. As projeções para os estoques finais, porém, chamam a atenção em ambas as culturas. 

>> Outlook Forum: USDA estima menores estoques de soja em 4 safras para os EUA em 2020/21

 

 

Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário