Soja cai mais de 10 em Chicago com pessimismo com economia global ; momento de incerteza favorece preços no BR

Publicado em 13/05/2020 18:50 3229 exibições
16:15
Analista da Safras & Mercado destaca que sentimento negativo com a economia pós Covid-19 tem aumentado e derrubou os mercados de maneira geral nesta quarta-feira. Já no Brasil, dólar se aproximando dos R$ 6,00 compensa cenário mundial e torna negócios bastante favoráveis

LOGO nalogo

A quarta-feira (13) foi de queda para a soja na Bolsa de Chicago (CBOT), com as principais cotações caindo entre 11,50, para o novembro/20 que valeu US$ 8,36 e 13,25 pontos para o maio/20 que ficou cotado à US$ 8,36.

Segundo o analista da consultoria Safras & Mercado, Luiz Fernando Gutierrez, as quedas na bolsa americana foram influencias, principalmente, pela atual conjectura econômica mundial, já que cresce o sentimento negativo sobre a retomada do patamar econômico pós pandemia da Covid-19.

Além disso, fatores fundamentais como o avanço no plantio da safra americana, a expectativa do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) de maiores estoques e as novas tensões entre Estados Unidos e China também atuam pressionando as cotações.

Já para o produtor brasileiro, o fator do câmbio atua no sentido contrário, se favorecendo das incertezas mundiais e impactando positivamente nos rendimentos nacionais. O analista destaca que os bons negócios em dólar já alavancaram vendas de 85% da safra 2019/20 e cerca de 20% da próxima safra 2020/21.

O momento inclusive é propício para o produtor buscar novas negociações, tanto da safra antiga quanto da nova, na visão de Gutierrez.

Confira a entrevista completa com o analista da consultoria Safras & Mercado no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário