HOME VÍDEOS NOTÍCIAS METEOROLOGIA FOTOS

Abitrigo considera que 2021 não foi um ano muito favorável para a indústria do trigo e cenário deve se repetir em 2022

Publicado em 27/12/2021 09:35 847 exibições
Rubens Barbosa – Presidente da Abitrigo
Preço do trigo elevado, dólar dificultando as importações e dificuldades logísticas ajudaram a esmagar as margens das indústrias neste ano, que também não conseguiram repassar todos os aumentos para o consumidor final da farinha

Logotipo Notícias Agrícolas

O presidente da Abitrigo, Rubens Barbosa, elenca o aumento no preço do trigo tanto no mercado nacional quanto no internacional, problemas de frete com falta de disponibilidade de container e navios, redução da safra nacional e flutuação grande do dólar como os responsáveis por esmagar as margens das indústrias de trigo ao longo de 2021. Aliado a isso, o setor não conseguiu repassar esses aumentos para o consumidor final devido as condições sociais e econômicas do Brasil. Para 2022, a liderança não enxerga uma mudança de cenário, mas acredita em uma pequena transferência dos custos para as farinhas. Pensando mais à frente, Barbosa acredita em Brasil menos dependente de trigo importado com elevação da produção nacional.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário