Boi: Mercado com poucos negócios diante da pressão de baixa dos frigoríficos

Publicado em 13/09/2011 16:51 e atualizado em 14/09/2011 08:54 838 exibições
Hyberville Paulo D´Athayde Neto
médico veterinário
Scot Consultoria

Mercado do boi gordo com poucos negócios, devido à pressão de baixa dos frigoríficos que estão com escalas melhores.

Algumas empresas, com animais negociados a termo e de confinamentos próprios, estão fora das compras.

As escalas estão heterogêneas, com frigoríficos com programações mais curtas pagando mais pelos animais.

No Mato Grosso do Sul, apesar de a oferta não estar abundante, os preços recuaram. A referência para o boi gordo no estado está alinhada em R$95,00/@, a prazo, livre de imposto.

Em Redenção-PA e no Sul de Goiás houve reajustes. Os animais são negociados por R$89,00/@ e R$90,00/@, a prazo, livre de imposto.

Vale destaque para a diferença entre as duas praças. Desde o início do ano, o diferencial médio entre Redenção e o Sul de Goiás está em -6,1%. Hoje a diferença está em -1,1%. Isto ocorre devido à diferença de oferta nas duas regiões, gerada pelos confinamentos na praça goiana.

No mercado atacadista, as vendas começam a diminuir, devido à época do mês, e houve recuo em algumas peças.

A vaca casada, devido à oferta pequena de fêmeas para abate, se mantém firme.

Clique aqui e confira as cotações do boi.

Fonte:
Scot Consultoria

0 comentário