Café: Com volatilidade vencimento dezembro/14 perdeu 655 pontos na semana em NY

Publicado em 19/09/2014 17:56 953 exibições

O mercado de café não se alterou. Em meio a muita oscilação, os contratos de café com vencimento em dezembro próximo na ICE Futures US, a bolsa de Nova Iorque, perderam esta semana 655 pontos. Os negócios no mercado físico brasileiro continuaram difíceis, com vendas bem abaixo da média para esta época do ano, quando a colheita chega ao seu final e os cafeicultores intensificam suas vendas. 

Com a quebra da safra 2014, chuvas insuficientes e a certeza de que em 2015 nossa produção de café também ficará abaixo das necessidades brasileiras para exportação e consumo interno, os cafeicultores agem com cautela e colocam seus lotes no mercado aos poucos, recuando quando os preços oferecidos diminuem acompanhando quedas em Nova Iorque. 

Estamos nos aproximando do final de setembro e as chuvas sobre as regiões produtoras de café ainda não se normalizaram, persistindo o quadro de seca, que a cada dia que passa agrava o cenário para a próxima safra 2015.

A forte estiagem nas regiões produtoras de café do sudeste brasileiro durante todo o último verão levou ao crescimento menor de ramos produtivos para a safra 2015. As chuvas que caíram agora em agosto e setembro, poucas e irregulares, agravaram a situação. Provocaram floradas precoces nos já insuficientes ramos produtivos, perdidas pela falta de umidade na quantidade necessária para a formação dos frutos. Portanto, a tendência é de termos em 2015 uma safra ainda menor do que os agrônomos esperavam devido à seca do último verão.

Continuam os problemas com a ferrugem nas regiões produtoras de café do Peru, Colômbia, México e demais países produtores de arábica da América Central.

O Conselho Nacional do Café informou que no último dia 17, o Banco do Brasil anunciou a liberação de R$ 2,6 bilhões à cafeicultura para atender demandas nas linhas de custeio, investimento, capital de giro, aquisição e estocagem destinadas a produtores rurais, empresas e cooperativas. Do volume ofertado inicialmente, R$ 740 milhões são oriundos do FUNCAFÉ - Fundo de Defesa da Economia Cafeeira e R$ 1,86 bilhão tem como origem recursos próprios do BB.

A "Green Coffee Association" divulgou que os estoques americanos de café verde totalizaram 6.038.503 em 31 de agosto de 2014. Uma baixa de 4.161 sacas em relação às 6.042.664 sacas existentes em 31 de julho de 2014.

Até o dia 18, os embarques de setembro estavam em 1.040.294 sacas de café arábica, mais 147.280 sacas de café conillon somando 1.187.574 sacas de café verde, mais 93.505 sacas de café solúvel, totalizando 1.281.079 sacas embarcadas, contra 1.208.782 sacas no mesmo dia de agosto. Até o dia 18 os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em setembro totalizavam 1.787.269 sacas, contra 1.731.479 sacas no mesmo dia do mês anterior.

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 12, sexta-feira, até o fechamento de hoje, sexta-feira, dia 19, caiu nos contratos para entrega em dezembro próximo, 655 pontos ou US$ 8,66 (R$ 20,58) por saca. Em reais, as cotações para entrega em dezembro próximo na ICE fecharam no dia 12 a R$ 570,03 por saca e sexta-feira, dia 19 a R$ 559,68 por saca. Hoje nos contratos para entrega em dezembro a bolsa de Nova Iorque fechou com baixa de 320 pontos. 

Fonte:
Escritório Carvalhaes

1 comentário

  • amarildo josé sartóri vargem alta - ES

    João Batista e amigos produtores de café. O que podemos perceber é que a força especulativa daqueles que tem diretamente interesses em aferir altos ganhos na aquisição da nossa produção de café, associando aí, as divulgações por entidades não governamentais e pela Conab, sobre os números das safras atual e estimativas futuras, notoriamente tendenciosas e descabidas, tem um peso tão forte no mercado que os preços estão abaixo dos valores que estariam sendo praticados caso nossa produção viesse cheia, sem considerar as perdas e os estragos causados pelos fatores climáticos, que no meu caso, jamais visto na historia da agricultura brasileira. Alerto que ainda, que logo logo virá por aí a estimativa do IBGE que sempre trazem surpresas desagradáveis. Em relação ao governo, sabemos com plena convicção quais são os objetivos, fazer de tudo para estancar a disparada dos índices inflacionários. Infelizmente para muitos, só com o passar do tempo a verdade se restabelecerá.

    0