Café: Valor oferecido pelo arábica com bebida riada e rio está consideravelmente abaixo do preço do conilon

Publicado em 21/10/2016 16:00 e atualizado em 21/10/2016 21:18
493 exibições
O mercado de café teve mais uma semana difícil. A bolsa de Nova Iorque oscilou bastante e os contratos com vencimento em dezembro próximo acumularam alta de 70 pontos. No físico brasileiro os produtores mostram-se desorientados com o comportamento dos preços. Vendem na medida de suas necessidades de “caixa” para fazer frente aos compromissos mais próximos e não conseguem entender como os preços do conilon e do arábica estão no mesmo patamar. Apenas arábicas de boa qualidade a finos estão sendo comercializados acima do índice Cepea para o conilon. O preço oferecido pelos compradores para os arábicas com bebida riada e rio estão consideravelmente abaixo dos do conilon. Até o ano passado, os preços dos arábicas com bebida mais fraca ficavam sempre um pouco acima da média de preços do conilon. 

Houve uma quebra séria na safra brasileira de conilon, mas nossa produção 2016 do arábica será toda utilizada para suprir as exportações e o consumo interno. Até junho de 2017, quando termina o atual ano safra, não teremos café sobrando para formar um estoque de passagem que possa complementar a próxima safra brasileira, de ciclo baixo. A situação continuará muito apertada por todo o ano de 2018. Muitos produtores têm vencimento de financiamentos nas próximas semanas e os compradores tentam segurar os preços e assim aproveitar um provável aumento na oferta de lotes no mercado por alguns dias. 

Os preços do café conilon vêm registrando recordes reais praticamente diários desde 18 de agosto deste ano e ultrapassaram os R$ 500,00/saca de 60 kg, segundo dados do CEPEA - Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Esalq/USP. Na terça-feira, 18, o Indicador do conilon CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 acima (a retirar no Espírito Santo) fechou a R$ 507,09/saca de 60 kg, o maior valor real da série do CEPEA, iniciada em novembro/2001 (os preços são atualizados pelo IGP-DI de setembro/16). 

A "Green Coffee Association" divulgou que os estoques americanos de café verde totalizaram 6.199.023 em 31 de Setembro de 2016. Uma baixa de 913 sacas em relação as 6.198.110 sacas existentes em 31 de agosto de 2016. 

Até dia 20, os embarques de outubro estavam em 1,199,748 sacas de café arábica, 8.894 sacas de café conilon, mais 115.075 sacas de café solúvel, totalizando 1.323.717 sacas embarcadas, contra 897.448 sacas no mesmo dia de setembro. Até o mesmo dia 20, os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em outubro totalizavam 2.176.614 sacas, contra 2.073.966 sacas no mesmo dia do mês anterior. 

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 14, sexta-feira, até o fechamento de hoje, sexta-feira, dia 21, subiu nos contratos para entrega em dezembro próximo 70 pontos ou US$ 0,93 (R$ 2,94) por saca. Em reais, as cotações para entrega em dezembro próximo na ICE fecharam no dia 14 a R$ 656,77 por saca, e hoje dia 21, a R$ 653,33 por saca. Hoje, sexta-feira, nos contratos para entrega em dezembro a bolsa de Nova Iorque fechou com alta de 20 pontos. 
Fonte: Escritório Carvalhes

0 comentário