Café: Produtores estão mais informados e parecem decididos a aguardar preços mais altos para vender

Publicado em 20/10/2017 19:10 e atualizado em 23/10/2017 08:13
374 exibições
Os contratos de café na ICE em Nova Iorque oscilaram bastante esta semana. Os operadores conseguiram fazer o sobe e desce das cotações “usando” as análises e informações do dia. Segunda a ICE caiu 270 pontos, terça e quarta fechou com pequenas altas. Ontem, quando houve uma grande circulação de fotos de cafezais com flores e folhas secas caindo, fechou com ganhos de 255 pontos, e hoje aproveitaram as chuvas que estão chegando ao sudeste brasileiro para derrubarem Nova Iorque em 160 pontos. O balanço final da semana ficou em 120 pontos de baixa. Esse sobe desce diário só interessa aos especuladores.

No mercado físico brasileiro, os dias de alta tiveram algum movimento de fechamento de negócios. Sempre de cafeicultores vendendo pequenos lotes para fazer “caixa”. Como temos repetido em diversos boletins semanais, atualmente os cafeicultores tomam decisões após trocas diárias de informações, fotos, análises e opiniões em inúmeros grupos de whatsapp, além de usarem novas ferramentas como facebook e instagram.

Estão informados, e se atualizam diariamente sobre o que acontece com as lavouras de café de todas as regiões produtoras do Brasil. Não mais se impressionam quando alguém fala em safras virtuais de 65 milhões de sacas e parecem decididos a aguardar preços mais altos para vender o que resta da safra colhida em 2017.

As informações sobre o que acontece com a produção brasileira, estoques e problemas climáticos começam também a chegar ao mercado no exterior por fontes mais diversificadas e independentes. Vários operadores começam a mudar sua visão sobre esta safra e as próximas, admitindo que o Brasil não terá uma super safra de café em 2018.

A "Green Coffee Association" divulgou que os estoques americanos de café verde totalizaram 7.189.719 em 30 de setembro de 2017. Uma baixa de 76.308 sacas em relação às 7.266.027 sacas existentes em 31 de agosto de 2017.

Até dia 19, os embarques de outubro estavam em 1.153.201 sacas de café arábica, 7.799 sacas de café conilon, mais 85.005 sacas de café solúvel, totalizando 1.246.005 sacas embarcadas, contra 1.058.806 sacas no mesmo dia de setembro. Até o mesmo dia 19, os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em outubro totalizavam 1.655.987 sacas, contra 1.561.486 sacas no mesmo dia do mês anterior.

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 13, sexta-feira, até o fechamento de hoje, sexta-feira, dia 20, caiu nos contratos para entrega em dezembro próximo 120 pontos ou US$ 1,59 (R$ 5,07) por saca. Em reais, as cotações para entrega em dezembro próximo na ICE fecharam no dia 13 a R$ 527,40 por saca, e hoje dia 20, a R$ 528,02 por saca. Hoje, sexta-feira, nos contratos para entrega em dezembro a bolsa de Nova Iorque fechou com baixa de 160 pontos.
Fonte: Escritório Carvalhaes

0 comentário