Feijão: Foram ofertadas 20.000 sacas hoje (27) no Brás, as sobras foram de 18.000 sacas

Publicado em 27/01/2015 16:00
176 exibições

A esperada “gelada da bolsinha” aconteceu hoje. Os compradores sumiram de lá. Já era esperado pelos produtores e operadores. Após uma grande alta, vêm momentos de realização de lucro e também cria-se um momento para recomprar. Segundo eles, de 20.000 sacas ofertadas, sobravam 18.000 sacas.

Saiba mais sobre o mercado de feijão no informativo da Correpar SÓ FEIJÃO.

Tags:
Fonte: Correpar

1 comentário

  • jose elier fagundes Campos Novos - SC

    Olá, amigos na safra passada não houve politicas agrícolas de preço mínimo sustentado pelo governo.A grande maioria dos produtores de feijão sem alternativa venderam sua produção a um determinado valor que não cobriu nem a metade do custo da lavoura.Sendo assim o produtor se sentiu desprotejido, sem estimulo, já que a cultura do feijão é de alto rico e grande investimento, sem contar a dificuldade do controle da lagarta falsa-medieira que nesta ultima safra tem elevado muito o custo ao produtor. Aqui em Campos Novos SC as poucas lavouras de feijão que foram implantadas, foram muito castigadas com o excesso de chuvas que cairam no final de Dezembro até a primeira quinzena de Janeiro,algumas lavouras não conseguiram mais se recuperar e já estamos consciente da perca de produtividade.Com certeza quem vai pagar mais caro será o consumidor final. JOSÉ ELIER FAGUNDES CAMPOS NOVOS SC.

    0