Feijão: No Paraná com a entrada da colheita as perspectivas não tem sido positivas

Publicado em 15/12/2016 17:20
377 exibições
Um fato que chamou atenção ontem é que pequenos empacotadores do Nordeste, com poucos funcionários, desistiram de entrar em recesso entre o Natal e o Ano Novo.

Alguns alegam que, em tempos de crise, trabalhar mais é necessário, porém outros afirmam que, como os feriados caem no domingo e os grandes empacotadores estarão parados, podem aproveitar e atender alguns pedidos de pequenos varejistas que têm mantido estoques mínimos.

Ainda assim, não há perspectiva de valorização repentina.

Com a entrada de feijão colhido no Paraná se confirmando com grande concentração nos próximos 30/45 dias, o momento não tem sido de perspectivas positivas. Já há comentários não confirmados de alguns negócios fechados entre R$ 150,00/155,00.

Ontem, os preços oscilaram desde R$ 145,00, para um feijão Campos Gerais, até um feijão Dama por R$ 160,00, no interior de São Paulo.

Em São Paulo, na região do Brás, a oferta foi de 9.000 sacas e, às 7h30, sobravam 7.000 sacas. Os preços foram R$ 175,00 para nota 9,5/9, R$ 160,00 para nota 8,5 e R$ 155,00 para nota 8.

Para saber mais sobre o mercado de feijão acesse o site do IBRAFE

Tags:
Fonte:
IBRAFE

1 comentário

  • carlo meloni sao paulo - SP

    EU AVISEI, CUIDADO COM O FEIJAO...

    3
    • carlo meloni sao paulo - SP

      MEUS VARIOS AVISOS DE QUATRO MESES ATRAS DIZIAM QUE O AGRICULTOR PRECISA ENTENDER QUANDO O PREÇO DE UMA SACA CHEGOU AO SEU LIMITE-----QUAL E' O LIMITE ?---QUANDO UM KILO DE FEIJAO CHEGA AO PREÇO DE UM KILO DE FRANGO AS DONAS DE CASAS MUDAM O CARDAPIO----NAO E' DIFICIL DE ENTENDER ,,, MAS QUE TEM TEIMOSO APOSTANDO NA JOGATINA,,,,,TEM-----

      1