Feijão, por Ibrafe: Comportamento do consumidor surpreende

Publicado em 21/09/2017 18:20 e atualizado em 21/09/2017 19:11
660 exibições

Boa parte do Feijão que vem sendo negociado nos últimos dias não chegará imediatamente no varejo. Há, no momento, uma certa antecipação por parte de quem precisará atender os pedidos nos próximos 15 dias. Os empacotadores já admitem que os níveis que ainda são praticados entre R$ 110,00/120,00 são um prenúncio importante de valorização. "Se durante o pico da safra os preços não ficaram abaixo de R$ 100,00 não são R$ 120,00 um limite razoável nestes dias", afirmou um importante empacotador do Centro-Oeste. Fica claro que não vão achar fora de contexto valorizações constantes. Na verdade, os produtores que vendem também sabem disso.

O que leva alguém a vender são os compromissos inadiáveis ou mesmo por terem em mãos um Feijão que não manterá um nível razoável de cor por mais tempo. Não é preciso ser um visionário para entender a tendência de alta.

Parte dos operadores afirmam que o consumidor tem surpreendido ao ter aumentado o consumo nos últimos meses, uma vez que, admitem estes, o Feijão está extremamente barato e ninguém deixará de consumir. É oportuno lembrar que o Feijão, mesmo que suba 20/30%, ainda estará bem abaixo dos valores praticados no mesmo período do ano passado. 


Para saber mais sobre o mercado de feijão acesse o site do IBRAFE e a PÁGINA DO FEIJÃO.

Clique AQUI e veja mais cotações do mercado de feijão.
 

Tags:
Fonte: IBRAFE

0 comentário