O seu cachorro e a sua ideologia em defesa das florestas, por Valdir Fries

Publicado em 04/01/2017 12:18
141 exibições
O processo de sustentabilidade, ou melhor, a ideologia dos eco-chatos em campanha contra o AGRO BRASILEIRO é mesmo algo de reflexão…

Não por menos, devo lembrar que a PITHUCA é uma das cachorrinhas que temos, são nossos animais de estimação, nem por isso vou pedir para a minha família sacrificar o animal para que eu possa aderir à uma campanha em defesa das florestas, ou porque uma ou outra ONG internacional patrocina o fim do desmatamento… Não, isso eu não vou fazer. O que eu posso e preciso fazer, é continuar a produzir com sustentabilidade…

img-20160826-wa0069

Porém, não posso deixar de admitir que a PITHUCA, este pequeno animal de estimação da imagem acima (uma das cachorrinhas que a minha família mantém), saibam vocês, ela, só a Pithuca consome em média, nada menos que 160 gramas de ração ao dia…

Você sabe quantos metros quadrados de terra precisamos cultivar durante o ano para garantir 160 gramas de ração ao dia para alimentar a cachorrinha durante os 365 dias do ano? Já fizeram as contas?

Pois bem, as criticas ao sistema produtivo descrito na composição do SAMBA ENREDO da Escola de Samba IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE que vai para a avenida neste Carnaval de 2017, e esta gerando um debate, debate do qual eu como produtor rural não poderia deixar de manifestar minha opinião à estes carnavalescos que estarão desfilando suas fantasias na AVENIDA SAPUCAÍ…

Sem duvida as fantasias atingem cada um dos produtores rurais do Brasil como um todo, Mesmo se tratando do XINGU… As tais fantasias desmoralizam a classe de quem produz alimento para a sociedade como um todo.

O AGRO BRASILEIRO garante a segurança alimentar não apenas das pessoas, mas garante inclusive a alimentação dos CACHORROS E GATOS DE ESTIMAÇÃO que certos figurantes desta escola de samba devem ter em suas casas, e devem tratar com tanto carinho, se dizendo amantes dos animais e da natureza.

Aos carnavalescos da IMPERATRIZ, devemos antes de tudo, informar que cada cachorro com peso médio de 3 a 5 quilos, come em média 160 gramas de ração ao dia, e como eles mesmo devem saber, toda ração é feita de produtos agropecuários, tudo muito bem balanceado e embalado, e lá na sua composição, (produtos da composição da ração, e não a composição da letra do samba), na formulação da composição os produtos utilizados na ração esta, a começar pelo farelo de soja, a torta de algodão, o milho, farinha de ossos de bois, ou de suínos e/ou das aves… entre outros ingredientes.

Para que a Escola de Samba IMPERATRIZ saiba, e possa levar ao conhecimento de seus eco-chatos que os patrocina, informamos que cada animal de estimação que por ventura seus figurantes tem lá em seus lares, cada animal precisa o mínimo de um espaço de área de terra em produção no decorrer de todo ano para garantir o alimento do dia a dia…

E saibam: Para manter a alimentação balanceada do CACHORRINHO DE ESTIMAÇÃO DOS “AMIGOS” CARNAVALESCOS, o AGRO BRASILEIRO precisa de um espaço mínimo de 91 metros quadrados de área de terra para garantir a “SUSTENTABILIDADE” DE CADA ANIMAL DE ESTIMAÇÃO.

Todo cidadão e ou toda organização, sejam ONGs, e ou mesmo as ESCOLAS DE SAMBA, todos tem o direito constituído de formular uma denuncia… Portanto Denuncie quem invadiu a terra dos índios, condene quem roubou a terra dos seus filhos, mas faça isso com responsabilidade sem generalizar… Denuncie a pessoa, denuncie a Instituição, denuncie a empresa, denunciem quem cometeu o roubo, por favor.

Somos todos Brasileiros, a família de cada produtor rural está a campo trabalhando e produzindo alimento, não temos e não recebemos o patrocínio de dinheiro de ninguém… Portanto é hora de medir o alcance de cada palavra descrita na composição do samba enredo… O Mato Grosso nos alertou da questão, o Brasil dos Brasileiros levantou esta bandeira para defender quem produz, e seja o que preciso for…

Vamos usar de nossos argumentos para esclarecer a sociedade que a ração dos seus animais de estimação precisa, em primeiro lugar de terras do sistema produtivo do AGRO BRASILEIRO para fazer/ficar ao dispor nos PET SHOP e nas prateleiras dos supermercados…

Estamos produzindo com responsabilidade e “sustentabilidade” portanto me resta finalizar, e saibam “amigos” da ESCOLA DE SAMBA IMPERATRIZ, a vocês Eu poderia simplesmente DIZER :

ANTES DE SACRIFICAREM QUEM PRODUZ ALIMENTO, MATEM SEUS CACHORROS DE ESTIMAÇÃO, assim, cada um de seus CARNAVALESCOS, poderiam estar defendendo 91 metros quadrados de floresta prestes a ser DERRUBADA a cada ano, área necessária para alimentar cada novo cachorro que nasce.

Por Valdir Edemar Fries. Produtor rural em Itambé – Pr.

Tags:
Fonte:
Valdir Edemar Fries

0 comentário