Com todo rendimento da produção, mais um Plano Safra sem garantia de renda, por Valdir Fries

Publicado em 02/06/2015 15:46 235 exibições
Valdir Edemar Fries é produtor rural em Itambé/PR.

Aí está mais um “PLANO SAFRA” lançado pelo Governo Federal. Podemos dizer que, nos últimos tempos, o que mais vimos do governo são “planos” e planos é o que o Governo mais tem feito nos últimos anos.

As atividades da agropecuária Brasileira, não requerem apenas “PLANOS SAFRA”, todos sabem, que o produtor rural Brasileiro, na condução da operacionalização das atividades, ao contrário de qualquer outro setor da economia, não pode ficar a mercê da politicagem do governo entre um plano e outro, pois sabemos que em grande parte do país são duas safras ano, quando não três.

Em um país continental, onde se planta e se colhe em todas as épocas do ano, passou da hora do Governo parar com a velha politicagem dos PLANOS SAFRA e passar a implantar uma politica agrícola em conformidade com o que o setor requer para que se tenha ao longo dos governos condições adequadas para custear e investir na atividade.

Toda produção que se lança na economia brasileira anualmente não tem sido valorizada à altura em que o setor tem retribuído. Enquanto o setor multiplica de UM PARA TRÊS CADA REAL APLICADO, não é este, e está longe de ser, o valor que o governo retribui para o incremento da produção e do desenvolvimento do produtor rural.

Os ajustes fiscais para reordenar os rumos da economia, diante da crise social que se agrava a cada dia, não dará margens de investimentos em infraestrutura, que tem em muito comprometido a renda do produtor rural.

O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO tem garantido um crescimento constante do superávit  com um crescimento sustentável de toda a cadeia do setor. Estamos na vanguarda do crescimento do País, sim, no entanto o produtor rural não está garantindo para si os mesmos índices de crescimento…

“Produzimos sim a verdadeira riqueza que alimenta a população mundial” como disse a Presidente. Porém, vale lembrar, Presidente que a vitória do crescimento das exportações não se reflete dentro das propriedades rurais. 

Os valores anunciados em reais neste PLANO SAFRA não significam prosperidade para os produtores, apenas meros recursos para o custeio do cultivo e da frota de máquinas e equipamentos. Recursos de custeio, que aos rumos da economia Brasileira, tudo indica que devem gerar inadimplência financeira para milhares de produtores rurais, até porque o produtor rural vive sem qualquer garantia de renda. Lembrando ainda que muitos produtores estão sem receber os recursos da produção comercializada através dos leilões realizados pelo próprio governo  nas safras passadas. Sem falar no seguro agrícola que não se cumpriu nem mesmo o que foi proposto para a safra 2014/15. 

Vimos hoje apenas mais uma politicagem em cima de tudo que o produtor rural vai plantar e colher no período de 2015/16.

Tags:
Fonte:
Valdir Fries

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário