Campanha para lacrar bicas de caminhão é lançada no Paraná

Publicado em 23/03/2012 16:06 740 exibições
A Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (SEIL), a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) e a Ecovia lançam nesta sexta-feira (23), no Paraná, uma campanha de conscientização de caminhoneiros sobre a necessidade de lacrar as bicas dos caminhões. O objetivo da campanha é evitar desperdícios de carga ao longo do percurso dos caminhões até o Porto de Paranaguá e também impedir a sujeira nas vias de acesso ao porto. 

Panfletos educativos estão sendo distribuídos nas praças de pedágio do interior do Paraná, bem como no Pátio de Triagem do Porto e nos terminais de descarga. 

A bica é o dispositivo por onde a carga a granel é escoada dos caminhões. Sem estar devidamente lacrada, ela pode abrir durante o trajeto e causar vazamentos, muitas vezes sem que o motorista perceba que está derramando carga ao longo da estrada. Em muitos casos, contanto, quando as bicas estão sem lacre, elas sofrem ação de vândalos que abrem o dispositivo para escoar ilegalmente parte dos grãos.

De acordo com o diretor técnico da Appa, Paulinho Dalmaz, a campanha é uma das ações que a Appa está implantando em benefício dos caminhoneiros. “È orientação do governador Beto Richa que nós tomemos ações que se convertam em benefício dos caminhoneiros. Estamos trabalhando na conscientização deles, para evitar os desperdícios e ações criminosas”, disse. 

O caminhoneiro Sergio José Bonert saiu de Sorriso (MS) rumo a Paranaguá carregado com soja. Para ele, a campanha de fechamento de bicas aumenta a segurança dos motoristas. “É importante alertar para evitar a ação dos vândalos. O porto está de parabéns pela iniciativa”, disse. 

Conseqüências – A legislação de trânsito prevê multa para o caminhoneiro que estiver trafegando com a bica do caminhão aberta. O motorista é autuado com multa gravíssima e perde sete pontos na carteira. Além disso, se houver algum acidente causado pela carga derramada, ele pode ser indiciado. O derramamento de carga causa prejuízos para o dono da carga, além de sujar a cidade. Fora isso, quando acontece a abertura ilegal de bicas, muitas crianças são colocadas para recolher os grãos derramados, fazendo com que elas precocemente passem a conviver com o crime, sem falar no risco de atropelamentos. 

A campanha conta ainda com o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil, Claspar, Sindicato dos Caminhoneiros (Sindicam/PR) e Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado Paraná (Fetranspar). 
Tags:
Fonte:
APPA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário