Noroeste confirma liderança na produção mineira de grãos

Publicado em 27/02/2013 16:13 275 exibições
A região Noroeste confirmou, na safra 2011/2012, a liderança na produção de grãos de Minas com a colheita de 3 milhões de toneladas, segundo dados do IBGE. Conforme avaliação da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), o volume equivale a 25,6% da safra estadual. Na segunda e terceira posições, o Triângulo e o Alto Paranaíba responderam por 22,5% e 21,8% da safra mineira, respectivamente. As três regiões totalizam 70% da produção estadual.

De acordo com o superintendente de Política e Economia Agrícola da Seapa, João Ricardo Albanez, nas lavouras de milho do Noroeste, a colheita no período 2011/2012 somou 1,4 milhão de toneladas. “O volume equivale a 19% da safra total do grão em Minas”, ele explica.

Unaí é o município que mais contribuiu para a liderança da região na produção de milho, com uma safra de 351 mil toneladas. Em seguida vêm Paracatu, com 280,8 mil toneladas, e Buritis, 273,6 mil toneladas cada, diz Albanez. “Nos últimos anos, esses municípios ampliaram de forma significativa a introdução do cultivo dessas lavouras em substituição às pastagens. A melhoria da produtividade na região também é crescente”, ressalta.

A soja, igualmente beneficiada pela alta produtividade, garantiu para o Noroeste uma safra de 1,1 milhão de toneladas, ou 37% da safra total de grãos da região. Segundo o superintendente, o cultivo de soja foi estimulado principalmente pela valorização do produto nos mercados interno e externo. “O preço médio da saca alcançou R$ 49,00 em 2011 e, no ano passado, atingiu R$ 69,00”, ele explica.

Outro fator que contribuiu para o cultivo da soja é o Terminal Intermodal localizado em Pirapora, que tem facilitado o escoamento da produção por intermédio do Porto de Tubarão.

Além disso, para Albanez, o aumento da busca de crédito para o custeio do grão é um indicativo da disposição dos produtores em expandir suas safras.

O superintendente ainda diz que, em 2012, as vendas externas dos produtos do complexo soja (grão, óleo e farelo) somaram US$ 654 milhões. Com esse volume, o grupo ficou em quarto lugar no ranking dos produtos do agronegócio (atrás do café, complexo sucroalcooleiro e carnes).

No cenário agrícola do Noroeste, o feijão é outro produto importante, que respondeu por 44,5% da safra estadual. Albanez observa que a safra de sorgo está em expansão porque o grão ganha espaço no comércio interno principalmente como substituto parcial do milho na produção de ração animal.

Grãos do Noroeste/MG - 2011/2012
Total da região: 3 milhões de t 
(25,6% da safra estadual)

Milho
1,4 milhão de t
(19% da safra estadual)

Soja 
1,1 milhão de t
(37,3% da safra estadual)

Feijão
281 mil t
(44,5% da safra estadual)
Tags:
Fonte:
Seapa - MG

0 comentário