Operações apreenderam 15 toneladas de defensivos agrícolas ilegais em 2012

Publicado em 04/03/2013 15:36 444 exibições
ntre os meses de janeiro e dezembro de 2012 autoridades brasileiras realizaram dez operações especiais e tiraram de circulação quase 15 toneladas de defensivos agrícolas sem origem comprovada, objeto de contrabando e falsificação. Os dados são da Campanha Nacional Contra Agroquímicos Ilegais - iniciativa que une setores da indústria e do comércio - e foram divulgados há pouco.
As principais operações ocorreram nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul, de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo.
Essas ações contaram com a participação da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil e Militar Estaduais, IBAMA, Ministério da Agricultura, Secretarias Estaduais de Agricultura, Ministério da Defesa (Exercito, Marinha e Aeronáutica). Uma das operações, comandada pelo Ministério da Defesa, envolveu 19,5 mil oficiais das Forças Armadas e de outros órgãos públicos. No Paraná, uma operação da PF com apoio do Ibama e da Polícia Rodoviária Federal autuou um agricultor em R$ 4,2 milhões por manter na propriedade defensivos agrícolas contrabandeados.
Desde 2002, quando teve início a campanha nacional de combate aos agroquímicos ilegais, cerca de 500 toneladas desses compostos foram apreendidas pelas autoridades, com quase 1 mil pessoas detidas. Esse volume de produtos, se de origem legal, é suficiente para pulverizar áreas de lavouras equivalentes a 5,6 milhões de campos de futebol.
Disque-Denúncia: 18 mil chamadas

A campanha nacional contra os defensivos ilegais mantém um serviço Disque-Denúncia (DD), criado para dar suporte à ação das autoridades, que já recebeu mais de 18 mil chamadas.  O número é 0800-940-7030 e a ligação, grátis. As denúncias são repassadas diretamente às autoridades policiais. O DD não utiliza identificadores de chamada ou “binas” e não solicita ao denunciante que se identifique – a denúncia é anônima.
Tags:
Fonte:
AI Sindag

0 comentário