Deputados da Frente Indígena defendem a desapropriação da fazenda Cambará, em Iguatemi (MS), para os Kaiowa

Publicado em 16/04/2013 21:47 e atualizado em 17/04/2013 08:34 594 exibições
texto da Agênia Câmara de Notícias

Relatório final defende desapropriação de terra para Guarani-Kaiowa

Durante a reunião da Frente Parlamentar em Defesa dos Povos Indígenas, foi aprovado o relatório final da comissão externa que analisou a situação dos índios guarani-kaiowá no sul do Mato Grosso do Sul. O grupo foi em dezembro a Iguatemi (MS) para conhecer as condições de vida da comunidade instalada em uma área de dois hectares da Fazenda Cambará, de propriedade de Osmar Bonamigo. Ali, o novo aldeamento kaoiwá passou a ser conhecida como Pyelito, nas margens do Rio Hovy.

"A nossa posição é que a fazenda seja desapropriada e a terra entregue para os índios", disse o deputado Sarney Filho (PV-MA), que elaborou o relatório final aprovado. A propriedade tem 762 hectares e se destina principalmente à pecuária de corte; cerca de 570 hectares estão plantados com pastagens. Além disso, 70 hectares foram plantados com eucalipto.

Segundo o relatório final, há mais de um ano crianças da aldeia deixaram de frequentar a escola. Os índios não têm disponível nenhum meio de transporte e o proprietário bloqueia a estrada por um lado e, pelo outro, há o rio Hovy, que requer um barco, algo que os Guarani não têm.

Tags:
Fonte:
Agência Câmara Notícias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário